8/3/21 14:52
Atualizado em 9/3/21 às 8:59

GDF investe R$ 36 mi em mais 3 hospitais de campanha

Licitação da estrutura física das unidades foi publicado nesta segunda-feira (8) e prevê a instalação de até 300 leitos

O Governo do Distrito Federal (GDF) vai investir R$ 36 milhões na construção de três hospitais de campanha para o tratamento de pacientes com coronavírus (Covid-19). Cada unidade terá até 100 leitos, podendo chegar a 300 novos. Além disso, o Executivo local planeja a ampliação do hospital regional de Santa Maria para reforçar o atendimento.

Os hospitais de campanha serão erguidos nas regiões Central, Oeste e Sul, em endereços a serem definidos pela Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap). A preferência do governo é que eles sejam instalados no Plano Piloto, Ceilândia e Gama, mas tanto os locais como as cidades escolhidas podem mudar, de acordo com o resultado da licitação.

“Hoje já temos mais leitos do que no primeiro pico da doença, mas estamos fazendo de tudo para ampliar. Temos um limite para isso, até porque não há pessoal para as equipes intensivas necessárias. Esses hospitais de campanha vão ajudar neste esforço, mas esperamos que a população também faça a sua parte e se cuide”, afirmou o governador Ibaneis Rocha.

O prazo de execução para a montagem de cada hospital é de 20 dias, contados após a finalização do processo de contratação, que será feita por meio de pregão eletrônico para agilizar a ação. O contrato terá duração de 180 dias, prorrogáveis por períodos sucessivos enquanto vigorar o estado de calamidade pública.

A contratação da estrutura dos hospitais está a cargo Novacap, enquanto os equipamentos e a mão de obra ficarão sob responsabilidade da Secretaria de Saúde. “Já temos quase cinco mil mortos pela covid-19 no Distrito Federal e a taxa de infecção está muito alta e enfrentamos um momento crítico. Estamos atentos também para as taxas de reinfecção”, afirma o secretário de saúde, Osnei Okumoto.

A ocupação de leitos de UTI tem se mantido na casa dos 90%, causando preocupação nos médicos e técnicos da Secretaria de Saúde (SES). Às 10h10 desta segunda-feira (8), a Sala de Situação mostrava que a ocupação total de leitos no DF é de 87,44%. Se considerados somente os leitos de UTI, a ocupação é de 96,34%.