13/3/21 18:00
Atualizado em 13/3/21 às 21:36

Vacinômetro permite acompanhar vacinação no DF

Painéis eletrônicos na Rodoviária do Plano Piloto, nas estações do metrô e no Aeroporto de Brasília, prestam contas à população das ações do GDF

No aeroporto, painéis prestam conta das vacinações em todo o DF | Foto: Acácio Pinheiro/Agência Brasília

Os esforços do GDF para frear as contaminações por coronavírus no Distrito Federal incluem a fiscalização ao funcionamento do comércio e ao cumprimento do toque de recolher, a criação de novos leitos de UTI e campanhas, que buscam conscientizar a sociedade para a gravidade da doença. Além de usar imagens reais de pacientes hospitalizados que lutam contra a covid-19 em peças publicitárias que circulam nas redes sociais, o governo disponibilizou o vacinomêtro em locais de grande circulação de pessoas na capital. Trata-se de uma tabela com divulgação diária da situação da vacinação no DF.

“Estamos buscando todas as formas de comunicação para tentar conscientizar as pessoas da gravidade do momento. Com esses painéis vamos fazer com que a população se lembre a todo momento de que é preciso manter os cuidados sanitários que os médicos recomendam”Weligton Moraes, secretário de Comunicação

Por meio de painéis eletrônicos instalados na Rodoviária do Plano Piloto, nas estações do metrô e no Aeroporto de Brasília, a população pode acompanhar a quantidade de pessoas que foram vacinadas no DF. Os dados, os mesmos disponibilizados no Portal Covid, são atualizados diariamente, às 19h30. Até a manhã deste sábado (13), o vacinômetro mostrava que 169.603 pessoas receberam a primeira dose da vacina.

169.603 pessoasforam vacinadas no DF

O vacinômetro é uma forma de o GDF prestar contas do que vem fazendo para conter a contaminação. “É uma campanha educativa. Ao mesmo tempo que pedimos para a população fazer a sua parte e cumprir as medidas sanitárias, queremos mostrar que o governo vem fazendo a parte dele”, afirma Douglas Lopes Ferreira, chefe de Publicidade de Utilidade Pública da Subsecretaria de Publicidade, responsável pela ação. “E são locais onde as pessoas costumam passar todo dia. Elas vão ver os números subindo”, ressalta.

Além da atualização diária das vacinas, totens alertam para outras ações de combate à covid-19| Foto: Acácio Pinheiro/Agência Brasília

Quem passa pela Rodoviária diariamente poderá ver 99 painéis que ficam nos totens que informam a linha que sai daquela baia. No aeroporto são 11 telas, entre elas uma grande na área de embarque de passageiros que se assemelha a um outdoor. No metrô são 680 telas eletrônicas espalhadas por todas as estações do DF.

Vacinação

O Distrito Federal já recebeu 227.560 doses da vacina CoronaVac – produzida pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac -, e 67 mil doses da vacina Covishield – desenvolvida pela universidade inglesa de Oxford, com a farmacêutica sueco-britânica AstraZeneca.

Cerca de 5% das doses das vacinas são reservadas tecnicamente para repor eventuais perdas. A vacina CoronaVac tem intervalo de aplicação entre as doses de 14 a 28 dias. Devido a isso, metade das doses recebidas são reservadas para a segunda aplicação. Já com a vacina de Oxford, esse intervalo é de até 90 dias. Quase 60 mil pessoas já receberam a segunda dose.

São 42 pontos de vacinação e não é preciso mais agendar horário, nem nos pontos de drive-thru. O agendamento continua a ser feito para os pacientes acamados por meio do site https://vacina.saude.df.gov.br/ ou pelo Disque Saúde 160, opção 6.

Galeria de Fotos

Vacinômetro permite acompanhar vacinação no DF