16/3/21 15:21
Atualizado em 17/3/21 às 10:38

Linha de crédito para aquisição de propriedades rurais

Operados pela Emater-DF, empréstimos podem ser feitos pela internet e prevê recursos de até R$ 158 mil por agricultor

O gerente de Desenvolvimento Econômico da Emater, Frederico Neves, atende produtor rural | Foto: Divulgação/Emater-DF

O Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNCF) está sendo reformulado. A modalidade, oferecida pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) prevê um recurso individual de até R$ 158 mil para aquisição de chácaras ou fazendas destinadas à produção agropecuária. A Emater-DF já se cadastrou para intermediar as operações e se prepara para apresentar mais essa vantagem aos produtores locais.

“Já nos cadastramos como uma das entidades habilitadas a intermediar os projetos de crédito”Frederico Neves, gerente de Desenvolvimento Econômico da empresa

De acordo com o gerente de Desenvolvimento Econômico da empresa, Frederico Neves, o Mapa criou uma plataforma virtual — a Terra Brasil — onde toda a operação é realizada. “Já nos cadastramos como uma das entidades habilitadas a intermediar os projetos de crédito”, afirma. Frederico acrescenta ainda que o Mapa vai oferecer uma capacitação on-line para técnicos de todo o país na próxima quinta-feira (18).

Em reunião no último sábado (13), o produtor rural Celso Lúcio Ferreira, da região de Brazlândia, apresentou uma proposta de aquisição de uma chácara no município de Cocalzinho (GO). “Avaliamos a documentação e já enviamos ao setor do ministério responsável pela liberação dos recursos. Vai ser uma espécie de projeto piloto”, observa Frederico Neves.

A Coordenadoria de Operações (Coper), área técnica da Emater-DF, está definindo as áreas de ação onde o PNCF poderá ser utilizado. A plataforma Terra Brasil pode ser acessada aqui.

A Emater-DF
Empresa pública que atua na promoção do desenvolvimento rural sustentável e da segurança alimentar, prestando assistência técnica e extensão rural a mais de 18 mil produtores do DF e Entorno. Por ano, realiza cerca de 150 mil atendimentos, por meio de ações como oficinas, cursos, visitas técnicas, dias de campo e reuniões técnicas.

* Com informações da Emater