2/4/21 18:24
Atualizado em 2/4/21 às 18:33

38 UBSs funcionam normalmente neste sábado (3)

Unidades seguem abertas para apoiar atendimento a pacientes durante a pandemia do coronavírus

Neste sábado (3), 38 unidades básicas de saúde (UBSs) vão funcionar normalmente, no horário de 7h às 12h. Os locais seguem o fluxo de atendimento e estão distribuídas em todas as regiões de Saúde do Distrito Federal. O objetivo é apoiar o atual cenário de enfrentamento à covid-19 no suporte a pacientes que buscam a atenção primária.

“A manutenção desse serviço e outras medidas são para apoiar a situação do enfrentamento à pandemia. Hoje, há uma pressão muito grande na Atenção Primária, que executa um papel fundamental no atendimento inicial da população e a gente precisa persistir”, informa o coordenador de Atenção Primária à Saúde da Secretaria de Saúde, Fernando Erick Damasceno.

Segundo ele, a pasta tem mobilizado esforços para ampliar o acolhimento dos sintomáticos respiratórios e ao mesmo tempo, contribuir para a redução da pressão assistencial na porta dos hospitais. Outro ponto de apoio das UBSs é na organização das ações emergenciais de apoio à desospitalização de pacientes.

Confira alguns dos serviços oferecidos nas unidades básicas de saúde:

• Acolhimento/avaliação da mãe-bebê após alta na maternidade;

• Assistência de enfermagem, médica, odontológica e multiprofissional;

• Controle do tabagismo, álcool e outras drogas;

• Atenção à saúde da gestante, criança, adolescente, mulher, homem, LGBT e idoso;

• Acompanhamento de doenças crônicas, incluindo hipertensão e diabetes;

• Acompanhamento e tratamento de hanseníase e tuberculose;

• Teste diagnóstico, tratamento e acompanhamento de dengue, zika, febre amarela e outras viroses (transmissíveis por vetores – mosquitos);

• Curativos, retirada de pontos, troca de sondas, suturas e pequenos procedimentos;

• Planejamento familiar, colocação de DIU, entrega de preservativos (masculinos e femininos) e contraceptivos;

• Teste rápido de gravidez e acompanhamento do pré-natal;

• Atendimento de pequenas urgências, como febre, dor de ouvido, dor de garganta, dor de cabeça, dor de dente, dor de barriga, enjoo e vômitos, diarreia, problemas com a amamentação, palpitação, mal estar, pequenos ferimentos, pressão alta, diabetes, pequenas queimaduras, mordedura ou arranhadura de animal, picada de insetos, urticária, unha encravada, troca de curativo, fraqueza, tremores, retirada de pontos, problemas com colesterol, problemas com álcool ou outras drogas, problemas menstruais, suspeita de gravidez, violência doméstica, ansiedade, depressão, suspeita de dengue, inchaço, e outros problemas que não colocam sua vida em risco.

*Com informações da Secretaria de Saúde