13/4/21 11:47
Atualizado em 13/4/21 às 11:48

DF: 21% de ocupação de leitos de UTI covid com pacientes de outros estados

Maior parte desses pacientes, internados em UTI, é oriunda do estado de Goiás, principalmente da região do Entorno

O perfil epidemiológico de pacientes acometidos pela covid-19 tem mudado cada vez mais. Antes, a taxa de ocupação se dava mais pelos pacientes acima de 65 anos. No entanto, hoje a ocupação maior tem sido de pessoas mais jovens, abaixo dos 55 anos.

Às 10h10 desta terça-feira (13), havia 454 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) covid ocupados. Porém, 21,3% desse total são pacientes de fora do Distrito Federal.

Desse total de leitos ocupados, 92 pessoas não são residentes do DF, representando 21,3%, exatamente. A secretaria observou que 35 são pacientes oriundos do estado de Goiás, 56 não informaram a origem e um informou ser do Paraná.

O DF tem 454 leitos ativos públicos disponíveis à população de 3.052.546 habitantes, ou seja, 14,86 leitos de UTI covid para cada 100 mil pessoas

Ainda pela manhã, havia 238 pacientes aguardando por um leito de UTI covid e 100 aguardando um leito de UTI não covid, totalizando 340 pacientes esperando por um leito de UTI no Distrito Federal.

“O DF tem 454 leitos ativos públicos disponíveis à população de 3.052.546 habitantes, ou seja, 14,86 leitos de UTI covid para cada 100 mil pessoas. Uma relação de aproximadamente 90,5% maior do que oferece o estado de Goiás para sua população”, explica Sanchez.

Hoje, o estado de Goiás, por exemplo, possui 509 leitos ativos disponíveis à população de 6.523 milhões de habitantes, ou seja, 7,80 leitos de UTI covid para cada 100 mil pessoas. 

* Com informações da Secretaria de Saúde