7/6/21 17:04
Atualizado em 8/6/21 às 10:45

Apoio on-line a quem perdeu algum ente querido para a covid

Em parceria com a UnB, Secretaria de Saúde criará grupos para ajudar cidadãos enlutados

A Secretaria de Saúde (SES) vai trabalhar em um projeto de grupos voltados para pessoas que perderam familiares e amigos para a covid-19. A criação dos grupos é uma parceria entre a pasta, por meio da Diretoria de Serviços de Saúde Mental (Dissam), e a Universidade de Brasília (UnB), pela Diretoria de Atenção à Saúde da Comunidade Universitária (Dasu).

Atendimento virtual será um espaço de escuta e acolhimento | Foto: Geovana Albuquerque/Agência Saúde-DF
Grupos, dos quais farão parte 37 psicólogos, estão abertos à participação de maiores de 18 anos

“Serão grupos de apoio psicossocial ofertados à comunidade diante da demanda das pessoas enlutadas por um espaço de escuta e acolhimento, uma vez que os rituais previstos na nossa cultura estão suspensos por critérios de biossegurança, além dos estressores vinculados ao contexto de pandemia”, explica a gerente de Serviços de Psicologia, Rúbia Marinari.

Qualquer pessoa acima de 18 anos que perdeu alguém especial para a doença pode participar. Segundo Rúbia, cada grupo poderá ter até 15 pessoas. A Secretaria de Saúde ofertará 19 grupos, coordenados por uma dupla de psicólogos, que prestarão assistência aos inscritos. Os grupos terão seis encontros on-line.

De acordo com a gerente, os profissionais entrarão em contato com as pessoas interessadas para explicar a dinâmica dos trabalhos. O atendimento está previsto para começar a partir da segunda quinzena deste mês.

Os profissionais da rede que farão parte do projeto estão participando de um curso de extensão coordenado pelas psicólogas da UnB Sílvia Lordello, Larissa Polejack e Cristineide França. Farão parte do projeto 37 psicólogos da SES, além de três coordenadores e 26 membros de apoio que integram a comissão organizadora do curso.

As inscrições podem ser feitas por meio deste link.

*Com informações da Secretaria de Saúde