25/6/21 18:09
Atualizado em 25/6/21 às 19:50

Uma cidade mais limpa é uma cidade mais segura

Equipes apoiam ações da Área de Segurança Pública na Estrutural com a lavagem de abrigos, pintura do 15º Batalhão da PM e recolhimento de entulho

Na semana de ações do GDF Presente na Estrutural, o programa se une ao esforço de diferentes órgãos do governo para combater a criminalidade e melhorar as condições de vida dos moradores da cidade. Em parceria com a administração regional e com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), que coordena o programa Área de Segurança Prioritária (ASP), as equipes mudaram o visual das paradas de ônibus da região.

A pintura dos abrigos de ônibus evita o vandalismo e a pichação | Fotos: Divulgação/GDF Presente

Os abrigos estão sendo grafitados por Maíza Myah, servidora da SSP, como parte das ações da ASP. Antes, eles foram preparados para receber os desenhos. As paradas foram lavadas por um caminhão-pipa e os reeducandos que prestam serviços para a administração passaram duas mãos de tinta antes de o grafite ser feito.

“Queremos ensinar aos moradores que, quando a cidade está limpa, é preciso manter”Vânia Gurgel, administradora da Estrutural

Segundo a administradora da Estrutural, Vânia Gurgel, a pintura dos abrigos é uma forma de evitar o vandalismo e a pichação, que antes tomava conta das paredes. “Queremos ensinar aos moradores que, quando a cidade está limpa, é preciso manter”, afirma.

As pinturas também são uma forma de educar a população. Uma delas chama a atenção para a violência doméstica. Ao lado da imagem de uma mulher, estão os telefones dos canais de denúncia, o 180 e o 197, e os dizeres “Meta a Colher”, uma referência à campanha contra o feminicídio que convida a sociedade a repensar a máxima “em briga de marido e mulher não se mete a colher”.

O 15º Batalhão de Polícia está de pintura nova e asfalto no estacionamento: melhorias promovidas pelo GDF Presente

O GDF Presente contribui ainda com a reforma do 15º Batalhão de Polícia Militar, que ganhou pintura nova e asfalto no estacionamento das viaturas. As equipes do Polo Central também recuperaram meios-fios e instalaram novas peças no estacionamento do Restaurante Comunitário. “Tinha um lugar onde não tinha meio-fio. Os carros faziam o retorno e cortavam caminho pelo estacionamento, o que já causou acidentes”, conta Luciano Almeida, coordenador do Polo Central do GDF Presente. “Colocamos meio-fio e vamos jogar brita. Vai ser uma parte morta do estacionamento”.

O recolhimento de entulhos e inservíveis também faz parte dos trabalhos executados na Estrutural. Em dois dias, aproximadamente 107 toneladas de pneus, restos de construção e móveis velhos foram levados para a Unidade de Recolhimento de Entulhos (URE). Um caminhão-pipa jogou água para baixar a poeira nas estradas de terra da Colônia Agrícola Cabeceira do Vale, no Setor de Chácaras da Estrutural.

Galeria de Fotos

Uma cidade mais limpa é uma cidade mais segura