18/7/21 17:10
Atualizado em 18/7/21 às 17:33

Rotatória nova e menos prejuízos em Vicente Pires

Localizado entre as quadras 10B e 12, balão ficou menor e agora dá mais fluidez ao trânsito

Uma reivindicação de comerciantes e moradores para melhorar o trânsito de Vicente Pires acaba de ser atendida. Uma robusta rotatória na avenida marginal da Via Estrutural (EPCL) vinha causando um nó no tráfego. E, aos poucos, sendo danificada por caminhões que trafegam no local e invadem o balão. Uma solução simples foi pensada para o local, situado próximo às ruas 10B e 12.

Uma solução simples foi pensada para o local, situado próximo às ruas 10B e 12: diminuir o balão e reduzir prejuízos| Foto: Joel Rodrigues/Agência Brasília

A sugestão veio de empresários que possuem estabelecimentos às margens da Estrutural: “encolher” o balão e diminuir prejuízos. “O pessoal que trabalha com carga de brita e areia usam aquelas carretas enormes. Como o veículo não conseguia passar, ia por cima do balão mesmo”, conta o gerente de uma madeireira, Ednaldo Oliveira, 45*anos*.

De janeiro a maio, o Detran já executou 768 m² de sinalização horizontal, como faixas de pedestres, pinturas de vias e estacionamentos em Vicente Pires

“Mas vários caminhões também ficaram avariados. Volta e meia era um pneu estourado ao passar sobre a rotatória. Por isso, eles fizeram o pedido”, relata Darione Oliveira, coordenador de Obras da Administração Regional. A solicitação foi atendida e a circunferência da rotatória foi reduzida em dois metros. Além disto, uma nova faixa de rolamento foi criada, dando fluidez ao tráfego da área.

Vale lembrar que uma das saídas do balão dá acesso à via Estrutural. Portanto, o movimento é intenso por ali e nos horários de pico era trânsito na certa. O caminhoneiro Eligelson Dourado, 29 anos, passa toda semana pela marginal e lembra que a passagem não era adequada.

“Tinha que fazer algo ali, porque o espaço era muito apertado. Acabava travando o caminho”, diz. “Agora, acho que vai atender bem”, acrescenta Dourado. A pista também dá acesso a condomínios da região, na altura da Chácara 135.

O caminhoneiro Eligelson Dourado, 29 anos, passa toda semana pela marginal e lembra que a passagem não era adequada: “Agora, acho que vai atender bem” | Foto: Joel Rodrigues/Agência Brasília

Investimento também na sinalização

“Com uma intervenção pequena nossa e da comunidade, conseguimos dar maior fluidez em um local que se tornou perigoso. Ali havia risco de acidentes de veículos. São detalhes que precisamos ficar atentos”Admilson Teixeira, administrador substituto

Cerca de 35 toneladas de massa asfáltica vieram da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) para refazer a pista. Os meios-fios foram reconstruídos e, na sequência, será feita a jardinagem dentro da rotatória. Uma empresa que comercializa areia e cimento doou estes materiais para uso na reforma.

“Com uma intervenção pequena nossa e da comunidade, conseguimos dar maior fluidez em um local que se tornou perigoso. Ali havia risco de acidentes de veículos. São detalhes que precisamos ficar atentos”, pontua o administrador substituto, Admilson Teixeira.

Na cidade que se tornou um grande canteiro de obras e já recebeu investimentos da ordem de R$ 550 milhões do governo, a mobilidade e melhorias no trânsito também são uma preocupação. De janeiro a maio, o Detran já executou 768 m² de sinalização horizontal, como faixas de pedestres, pinturas de vias e estacionamentos em Vicente Pires. Além disso, instalou 93 placas e 181 tachões por toda a região administrativa.

Galeria de Fotos

Rotatória nova e menos prejuízos em Vicente Pires