18/8/21 20:35
Atualizado em 18/8/21 às 20:35

GDF vai medir impacto do programa ‘Criança Feliz Brasiliense’

Seleção pública escolherá projeto de pesquisa com esse fim. Inscrições podem ser feitas até esta quinta-feira (19)

O Criança Feliz Brasiliense tem o objetivo de promover o desenvolvimento da primeira infância, por meio de acompanhamento familiar e visitas domiciliares. No entanto, o Governo do Distrito Federal (GDF) quer entender o impacto desse programa no futuro e na vida das crianças atendidas. Para isso, lançou em julho, edital que vai selecionar projeto de pesquisa para estudar o programa.

“Com a seleção dos projetos, esperamos a produção de um relatório da situação do desenvolvimento na primeira infância de crianças acompanhadas pelo 'Criança Feliz Brasiliense'”Mayara Noronha Rocha, secretária de Desenvolvimento Social

Dentro do Programa Desafio DF, da Fundação de Apoio à Pesquisa e Inovação do Distrito Federal (FAPDF), o edital é voltado a projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação para avaliação do Criança Feliz Brasiliense no desenvolvimento infantil. Aberto desde julho, o período para inscrição de propostas encerra-se nesta quinta-feira (19).

A fundação destinou orçamento de R$ 300 mil para esse chamamento.

Os interessados devem ficar atentos aos objetivos específicos:

– Avaliar o desenvolvimento de crianças participantes do programa;
– Avaliar as relações de parentalidade responsiva de cuidadores;
– Avaliar a situação de segurança alimentar e nutricional de domicílios cujas crianças e gestantes façam parte do programa;
– Avaliar a saúde mental das gestantes e mães de crianças participantes do programa, além de estimar o impacto do número de visitas do programa no desenvolvimento infantil;
– Avaliar a implementação do programa em relação à qualidade e fidelidade aos protocolos determinados pelo Programa Criança Feliz federal;
– Fortalecer a gestão do programa.

“Com a seleção dos projetos, esperamos a produção de um relatório da situação do desenvolvimento na primeira infância de crianças acompanhadas pelo Criança Feliz Brasiliense“, destaca a secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha Rocha.

Entre os resultados esperados estão: guia com indicadores para monitoramento da implementação do Criança Feliz Brasiliense; guia para monitoramento e articulação de ações intersetoriais no Distrito Federal; elaboração de manual de avaliação do programa com estratégias para otimização dos processos e custo-efetividade baseados em evidências.

Criança Feliz Brasiliense

Reconhecido internacionalmente por órgãos ligados ao tema, o Criança Feliz é um programa que tem como objetivo o desenvolvimento da primeira infância (0 a 6 anos). O DF aderiu à iniciativa em 2019, quando passou a atender cerca de 1,6 mil famílias. Neste ano, a meta de atendimento dobrou para 3,2 mil famílias nas regiões de maior vulnerabilidade.

Por meio de visitas domiciliares com equipe especializada, a iniciativa tem finalidade de apoiar as famílias em seu papel protetivo, além de ampliar a rede de atenção e cuidado para o desenvolvimento integral das crianças na primeira infância.

Os públicos prioritários da iniciativa são gestantes, crianças de até 3 anos e suas famílias com Cadastro Único atualizado, crianças de até 6 anos beneficiárias do Benefício de Prestação Continuada (BPC) e suas famílias e crianças de até 6 anos afastadas do convívio familiar em razão da aplicação de medida de proteção prevista no art. 101 da Lei nº 8.609, de 13 de julho de 1990, e suas famílias.

Serviço

Chamada 001/2021 do Programa Desafio DF – Projeto Criança Feliz Brasiliense
Data limite para submissão: 19 de agosto
Íntegra do edital: http://www.fap.df.gov.br/editais-fapdf-2021/

 

*Com informações da Sedes