5/10/21 15:13
Atualizado em 6/10/21 às 10:20

Guará ganha programa de turismo inteligente

Projeto Hackacity usará as diretrizes das cidades inteligentes para tornar a região inclusiva, segura, resiliente e sustentável

O turismo do Guará será impulsionado por ações integradas que vão tornar a cidade mais inclusiva, segura, resiliente e sustentável. Com essa missão, o projeto Hackacity Guará – Mutirão Cidade Inteligente foi lançado nesta segunda-feira (4), na Escola Técnica do Guará. O Hackacity é formado pela comunidade, moradores, lideranças, comerciantes, artistas, professores, empresários e políticos que pensarão juntamente com o governo na busca por soluções criativas e inovadoras para a cidade.

O evento contou com a presença da diretora da Escola Técnica do Guará, Gisele Caloví; da secretária de Turismo do DF, Vanessa Mendonça; do presidente do Conselho de Desenvolvimento Econômico, Sustentável e Estratégico do DF (Codese-DF), Leonardo Ávila; do deputado distrital Leandro Grass, da representante da Administração Regional do Guará, Viviane Melo; do presidente do Conselho Deliberativo do Codese-DF, Paulo Muniz , e  da consultora de Inovação e coordenadora do projeto, Cristiane Pereira, além de estudantes e membros da comunidade.

O projeto Hackacity Guará – Mutirão Cidade Inteligente foi lançado nesta segunda-feira (4), na Escola Técnica do Guará| Foto Divulgação/Setur

A iniciativa do projeto é do Codese-DF, com recursos da emenda parlamentar do deputado  distrital Leandro Grass, investimentos da Secretaria de Turismo e apoio do Conselho de Cultura do Guará , do Sebrae e da administração do Guará. O Hackacity Guará – Mutirão Cidade Inteligente adotará as diretrizes de implementação das cidades inteligentes, que buscam orientar e endereçar as políticas públicas, iniciativas e investimentos públicos com foco no turismo, nesta fase.

Para o presidente do Codese-DF, o projeto vai colocar o Guará em outro patamar e servir de modelo não só para outras administrações regionais, mas para as cidades do entorno e para o Brasil. “O Codese se envolverá em todas as ações que signifiquem melhoria da qualidade de vida dos habitantes do DF”, afirmou.

“Essa parceria é muito importante para a Escola Técnica do Guará, que oferece formação profissional e técnica. Vemos esse projeto como um novo degrau para a nossa comunidade”, agradeceu Gisele Caloví.

Turismo

O projeto vai se concentrar nos aspectos turísticos da cidade, como forma de impulsionar a economia e registrar os atrativos locais. “O Hackacity Guará tem tudo para ser um divisor de águas na vida da cidade. Ele vai dar visibilidade a boas iniciativas que já existem aqui há muitos anos. Essas iniciativas vão poder inspirar outras, ampliando esta rede de inovação e desenvolvimento do Guará. Além do mais, é uma grande chance de garantir esperança para a cidade do Guará se tornar uma referência para o Distrito Federal”, avaliou o deputado Leandro Grass.

“O projeto fará a diferença na vida de jovens e adultos pelo turismo, a indústria que mais gera desenvolvimento e renda, e vai impactar essa cidade pela economia criativa. Estivemos aqui com o programa Turismo em Ação e mapeamos os pontos turísticos da cidade. As experiências que são oferecidas aqui são únicas”, avaliou a secretária Vanessa Mendonça.

“O Guará possui hoje 140 mil habitantes, está a 13 km da Esplanada, tem a Feira do Guará, o mais importante centro comercial da região, e a Paróquia Maria Imaculada, um tesouro para o turismo religioso. Estamos inserindo o Guará na rota do turismo do DF. Vamos qualificar, reposicionar e embalar um produto pronto para o mercado de trabalho. E esse produto será o nosso legado para as futuras gerações”, finalizou a secretária.

Programação

A coordenadora do projeto, Cris Pereira, disse que para desenvolver todo o trabalho será adotada a Carta Brasileira para Cidades Inteligentes, recomendada na Câmara de Turismo 4.0 – Desenvolvimento de Destinos Turísticos Inteligentes. “O objetivo do documento é elaborar e consolidar propostas sobre o tema ‘Destinos Turísticos Inteligentes (DTI)’, incluindo ações ligadas à mobilidade, à segurança e à melhoria dos gargalos; incentivar os instrumentos de transformação digital como meio de transformação dos destinos em DTI com foco na competitividade dos destinos turísticos brasileiros”, explica.

O projeto terá três fases de execução. Na primeira fase estão contempladas ações como a produção de vídeos com a história do Guará, a contextualização da cidade como área turística, mostrando restaurantes e pontos turísticos gerais da cidade, e a identificação da Feira do Guará como o “mercado municipal” do DF.

Na segunda fase, está previsto o lançamento de canal no YouTube e a realização de 12 webinários ou painéis temáticos on-line, trazendo convidados e especialistas de gastronomia da cidade sobre temas alinhados à Carta Brasileira de Cidades Inteligentes para proposta de elaboração do Guia do Guará colaborativo.

A terceira fase vai incluir a realização de palestras e de dez painéis nas seguintes temáticas: Empreendedorismo social e economia criativa, Gastronomia, Moda, Meio ambiente e sustentabilidade (Horta Comunitária do Guará), Inteligência artificial, Cidades inteligentes, Diversidade, Games, Mobilidade e Esportes no Guará.

*Com informações da Secretaria de Turismo