4/1/22 20:25
Atualizado em 4/1/22 às 20:25

Brasília atrai milhares de turistas neste verão

Viajantes vêm à capital da República estimulados pelas entregas do GDF. Projeções indicam cerca de 1 milhão de visitantes até o fim de fevereiro

Brasília se tornou uma referência nacional de turismo. A capital brasileira surge como uma das dez melhores cidades para se conhecer neste verão, de acordo com pesquisa realizada pelo Instituto Opinion Box, para o site de pacotes turísticos Max Milhas.

A plataforma de viagens aéreas publicou um ranking sobre os dez destinos mais comprados para as férias de verão. Mil internautas adquiriram pacotes para o período e responderam às perguntas sobre que local gostariam de visitar. Brasília é a segunda cidade sem praia preferida pelos turistas.

Pelo segundo ano consecutivo, o Brasília Iluminada é um dos maiores atrativos da capital da República nas festas de fim de ano, programa que resgata uma tradição da cidade e se estende pelas primeiras semanas do Ano-Novo | Foto: Joel Rodrigues

O primeiro reflexo disso se deu na noite de Réveillon, quando uma multidão foi à Esplanada dos Ministérios para passar a virada de ano no Brasília Iluminada. O segundo ocorreu no domingo (2), quando milhares de pessoas lotaram espaços turísticos como a Torre de TV e o Zoológico de Brasília.

“A cidade está cheia de gente de fora”, informou o motorista de aplicativo José Antônio. “E estou trabalhando muito neste início de ano”, comemorou o profissional, que está avaliado com nota 4,97 em satisfação, de um total de 5 pontos.

“Nós estamos promovendo Brasília por meio de projetos realizados e que oferecem experiências verdadeiras”Vanessa Mendonça, secretária de Turismo

“Essa preferência reflete as nossas entregas”, avalia a secretária de Turismo, Vanessa Mendonça. Ela explica que a secretaria não tem receita para investir em publicidade legal, divulgando Brasília na mídia nacional, como fazem outros estados e municípios. “Estamos promovendo Brasília por meio de projetos realizados e que oferecem experiências verdadeiras”, afirma.

Para ela, as ações desenvolvidas junto a municípios e estados, com programas de intercâmbio e termos de cooperação técnica, como o do Turismo Cívico Pedagógico, que traz estudantes de fora para aulas de história do Brasil nos monumentos públicos da capital, fazem com que o olhar se volte para Brasília, “por meio de experiências construídas e que estão sendo entregues, sendo oferecidas a quem nos visita. Nós estamos sempre de asas abertas para todos”, completa a secretária.

De acordo com a pesquisa do Instituto Opinion Box, quando indagados sobre os destinos dos sonhos, os participantes elegeram as praias do Nordeste e outras regiões de natureza. Por essa escolha, os destinos de montanhas e natureza ganharam mais espaço entre os roteiros dos turistas que buscam novas experiências e segurança sanitária.

Cidade segura

Nesse sentido, o avanço da vacinação contra a covid-19, com 83% da população do DF totalmente imunizada, de acordo com dados da Secretaria de Saúde, está abrindo caminho para a retomada do turismo e ampliando as buscas por viagens durante as férias de janeiro e fevereiro.

“Turismo é segurança e Brasília dá exemplo nacional neste quesito”, justifica a secretária Vanessa Mendonça. A Secretaria de Turismo (Setur), em parceria com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), instalou um posto de testagem gratuita de covid-19 no Centro de Atendimento ao Turista (CAT), dentro do desembarque, no Aeroporto JK.

A Feira de Artesanato na Torre de TV é um dos pontos comerciais de Brasília que mais atrai os turistas que visitam a cidade | Foto: Joel Rodrigues

Para ela, a segurança é um dos atrativos que favorecem o posicionamento da cidade na pesquisa. “Sem segurança, não se consegue fazer turismo e nossa capital é muito segura. Brasília atrai pela arquitetura monumental de Oscar Niemeyer, mas o visitante se surpreende ao chegar aqui quando descobre o Lago Paranoá, os parques naturais, o Cerrado, a gastronomia, o turismo de aventura e, agora, entre outros atrativos, o enoturismo. Somos um lugar diferente de tudo que já se viu”, afirma.

Conquistas

Brasília, que já era a primeira cidade moderna tombada como Patrimônio Mundial Cultural pela Unesco e Cidade Criativa do Design, pela mesma instituição, vem, nos últimos três anos, alcançado outros destaques nacionais e internacionais. Recentemente, a rede CNN publicou reportagem em todo o mundo mostrando a Rota Brasília Capital do Rock como uma das três mais completas, ao lado de Londres e Nova York.

Nossa capital também aparece como oitava cidade mais fotografada por turistas no mundo, desbancando Paris e Barcelona na lista dos dez lugares mais instagramáveis do planeta. O ranking, divulgado pela empresa britânica Design Bundles, posiciona a capital brasileira com mais de 13 milhões de posts.

A aferição é referente aos patrimônios mundiais culturais classificados pela Unesco. Brasília desbancou cidades como Barcelona, na Espanha; Paris, na França; e Bali, na Indonésia. No Brasil, apenas o Rio de Janeiro figura à frente da capital federal, como segundo lugar.

O mirante da Torre de TV, que permite a visualização de toda a cidade, recebeu centenas de visitantes no primeiro fim de semana do ano | Foto: Lúcio Bernardo Jr

“Somos o maior museu a céu aberto do mundo, com obras de Oscar Niemeyer. Temos o maior lago urbano artificial do mundo, somos o centro urbano mais arborizado e com a maior metragem quadrada de área verde do planeta. Brasília é única”, observa a secretária de Turismo.

Mais turistas, mais empregos

A expectativa do Consórcio Inframérica, que administra o Aeroporto JK, é alta. Em dezembro, o primeiro mês do verão, o fluxo operacional foi de 85% da capacidade pré-pandemia. Isso significa o acréscimo de 42 voos extras diários para atender a demanda. A expectativa é de um fluxo de 1,3 milhão de passageiros até o final das férias, em fevereiro. Em comparação com o ano de 2020, a circulação de pessoas na cidade chega a ser 30% superior.

“Brasília não tem praia, não tem montanhas, não tem neve, mas é um destino surpreendente. Tão surpreendente que figura entre as três capitais preferidas pelos brasileiros para se viajar, de acordo com pesquisa do Google”Vanessa Mendonça, secretária de Turismo

O presidente do Sindicato de Bares Hotéis, Restaurantes e Similares (Sindhobar), Jael Silva, prevê um crescimento de 10% no movimento, incluindo o período das festas de fim de ano. “A expectativa é de um faturamento maior do que no ano passado e de 10% em relação a novembro”, prospectou o empresário. Ele também prevê um reinício de contratações de funcionários para o setor.

Para o Sindicato dos Empregados no Comércio Hoteleiro, Restaurantes, Bares e Similares do Distrito Federal (Sechosc), a retomada está lenta, mas já é possível vislumbrar uma melhora, como mostra a pesquisa da Max Milhas. Segundo o presidente do Sechosc, Orlando Cândido Gomes, a previsão de crescimento de contratações é de cerca de 5% maior na comparação com 2020.

A Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel-DF) projeta uma retomada de 90% do setor para o período de verão no DF. Segundo o presidente da entidade, João Alberto Ribeiro Pinheiro, com o avanço da vacinação e o aumento do fluxo turístico na cidade, “a contratação de novos empregados está aquecida, porque o movimento já aumentou para o final de ano no DF”, observa o empresário que atua no segmento de alimentação.

Tendência

“Brasília não tem praia, não tem montanhas, não tem neve, mas é um destino surpreendente. Tão surpreendente que figura entre as três capitais preferidas pelos brasileiros para se viajar, de acordo com pesquisa do Google”, lembra a secretária de Turismo. “Na pesquisa da Max Milhas superamos destinos fortíssimos de praia, como Natal e Maceió. Sem praia, somos a segunda cidade apontada como destino”, diz Vanessa Mendonça.

A Pesquisa da Max Milhas revela uma nova tendência: cinco em cada dez viajantes consultados tinham a intenção de viajar para locais mais isolados por causa da preocupação com a covid-19. É nesse contexto que as praias do Nordeste ganham ainda mais destaque entre os turistas que estão retomando suas viagens a lazer.

Brasília é distante do litoral e as praias mais próximas estão no Rio de Janeiro, a 1.118 km daqui. Porto Alegre é outra cidade sem praia que fica antes de Brasília no ranking, mas está a 125 km da Praia de Tramandaí, bastante procurada por moradores da região metropolitana da capital gaúcha. Segundo a plataforma Max Milhas, entre os dez destinos mais comprados para a alta temporada de verão no país, cinco são do Nordeste.

Top 10 dos destinos preferidos para o verão:

1º – São Paulo (SP)
2º – Rio de Janeiro (RJ)
3º – Recife (PE)
4º – Salvador (BA)
5º – Fortaleza (CE)
6º – Porto Alegre (RS)
7º – Brasília (DF)
8º – Maceió (AL)
9º – Natal (RN)
10º – Belo Horizonte (MG)

*Com informações da Secretaria de Turismo do DF