Fale com o Governo Ações em Destaques

21/2/22 às 19:03

DF registra terceira maior redução de mortes violentas do Brasil em 2021

Dados foram divulgados nesta segunda-feira (21) pelo Monitor da Violência, com dados oficiais de todas as unidades da Federação

Agência Brasília* | Edição: Renata Lu

O Distrito Federal é destaque no cenário nacional na redução dos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs), que englobam o homicídio, o latrocínio e a lesão corporal seguida de morte. Conforme levantamento junto às unidades da Federação, feito pelo Monitor da Violência, parceria do  Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), com a Universidade de São Paulo (USP) um portal de notícias, o DF registrou queda de 20,5% nos CVLIs no ano passado, com 325 casos contra 409 no ano anterior. Essa redução é a terceira maior do país, atrás apenas do Acre e de Sergipe, com 38% e 26,1%, respectivamente.

Júlio Danilo, secretário de Segurança Pública: “estamos no caminho certo” | Foto: Renato Araújo/Agência Brasília

Para o secretário de Segurança Pública do DF, Júlio Danilo, o resultado reflete o trabalho que vem sendo realizado no Distrito Federal por meio do programa “DF Mais Seguro”, principal política de segurança pública da capital. “Tivemos três anos seguidos de reduções históricas dos homicídios. Ano passado atingimos o menor índice de homicídios dos últimos 45 anos no DF, e sabíamos que isso poderia nos colocar em posição de destaque no cenário nacional. No primeiro mês deste ano, esses crimes continuam em queda, o que significa que estamos no caminho certo. Com o apoio do governador Ibaneis Rocha e com o trabalho integrado, vamos seguir avançando para ter um 2022 ainda mais seguro”, afirma.

“Tivemos três anos seguidos de reduções históricas dos homicídios. Ano passado atingimos o menor índice de homicídios dos últimos 45 anos no DF. Com o apoio do governador Ibaneis Rocha e com o trabalho integrado, vamos seguir avançando para ter um 2022 ainda mais seguro”, ressalta o secretário de Segurança Pública, Júlio Danilo

Quando analisado o número absoluto de vítimas de homicídio, ano passado, o DF atingiu o menor número de mortes em 29 anos. Em 1992, último ano em que a redução foi menor, foram 302 vítimas, com população estimada em 1,6 milhões, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em 2021, com população estimada em 3,1 milhões, foram registrados 309 casos, sete a mais com praticamente o dobro de habitantes. No comparativo com 2020, a redução de homicídios foi de 17,4% (de 374 para 309). Dos autores deste crime identificados em 2021, 76,4% têm antecedentes criminais. No caso das vítimas o percentual é de 65,1%.

No Brasil, de acordo com o Monitor da Violência, o número de CVLIs caiu 7% em 2021 no comparativo com o ano anterior. Foram registrados no país, em todo ano passado, 41,1 mil CVLIs, três mil casos a menos do que em 2020. De acordo com o Monitor, 2021 obteve o menor número destes crimes de toda a série histórica do FBSP, que monitora os dados desde 2007.

Segundo especialistas da USP e do FBSP, entre as razões para a redução estão a criação de programas de focalização e outras políticas públicas, com atuações regionalizadas, a criação do Sistema Único de Segurança Pública (SUSP) e a mudança nas regras de repasses, o que integrou e tornou mais eficientes as instituições de segurança pública, entre outras razões.

*Com informações da Secretaria de Segurança Pública

Últimas Notícias