Fale com o Governo Ações em Destaques

4/3/22 às 09:31, Atualizado em 4/3/22 às 09:39

GDF participa de encontro da União de Cidades Capitais Ibero-americanas

Evento, realizado em formato remoto, reuniu diretores de relações internacionais e coordenadores da entidade

Agência Brasília* | Edição: Chico Neto

“Brasília está se propondo a repensar a cultura, considerando seu valor como necessário para a manutenção da paz social” - Renata Zuquim, chefe do Escritório de Relações Internacionais

Em formato virtual, o 17º Encontro de Diretores de Relações Internacionais e Coordenadores da União de Cidades Capitais Ibero-americanas (Ucci), nesta quinta-feira (3), contou com a participação do GDF. O governo foi representado pela chefe do Escritório de Assuntos Internacionais (EAI), Renata Zuquim, que coordena as ações da Ucci em Brasília.

Os coordenadores presentes falaram sobre ações executadas em suas cidades em parceria com a rede. A titular do EAI abordou as atividades elaboradas pelo DF quando Brasília conquistou o título de Capital Ibero-americana das Culturas 2022, conferido pela Ucci.

“Pretendemos continuar o legado das outras cidades que já ocuparam esses cargos com excelência”, disse Renata Zuquim. “Um exemplo é o trabalho da Cidade do México, com o Banco Ibero-americano de Boas Práticas, ao qual queremos dar continuidade. Brasília está se propondo a repensar a cultura, considerando seu valor como necessário para a manutenção da paz social. Pretendemos construir ações concretas para democratizar o acesso à cultura.”

Para o desenvolvimento dessas ações, o governador Ibaneis Rocha criou um comitê curatorial coordenado em parceria pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Secec) e o EAI. “Neste ano, a capital estará com uma agenda muito rica com relação às culturas dos países desse bloco”, afirmou o titular da Secec, Bartolomeu Rodrigues. “Para isso, estão sendo feitos entendimentos com as embaixadas dos países participantes. Serão eventos como festival de cinema, feiras gastronômicas, teatro dos países, artesanato.”

Renata Zuquim reforçou: “Já começamos a trabalhar em um calendário de atividades. As embaixadas ibero-americanas estão sediadas em Brasília, e aquelas que fazem parte da rede Ucci participarão das ações programadas”.

Planejamento

Durante a reunião, a secretária-geral da Ucci, Almudena Maíllo, afirmou que a rede quer atuar em quatro eixos em 2022. O primeiro corresponde à execução de projetos de cooperação técnica apresentados no início do ano. “É importante que todas as cidades sejam representadas e que a Ucci possa ser uma ferramenta útil de resposta a cada uma delas”, lembrou.

O segundo compreende ações para melhorar a formação dos coordenadores, por meio de seminários e grupos de trabalho. O terceiro eixo, citou Almudena, é a promoção da voz ibero-americana no mundo. Como quarto eixo, a Ucci atuará de forma a melhorar a estratégia de comunicação de todas as cidades por meio de sua plataforma.

 

*Com informações do Escritório de Assuntos Internacionais

Últimas Notícias