Fale com o Governo Ações em Destaques

25/3/22 às 20:56, Atualizado em 25/3/22 às 22:00

Projeto leva educação ambiental a 5 mil pessoas

Número indica sucesso do primeiro ano de gestão compartilhada do espaço, no Jardins Mangueiral, por Brasília Ambiental e Movimento Comunitário do Jardim Botânico

Agência Brasília* | Edição: Renata Lu

Oitenta projetos e atividades em andamento, que atendem aproximadamente 5 mil pessoas, entre elas, 300 crianças beneficiadas pelo projeto Esporte Sustentável. Números que fazem o Acordo de Cooperação firmado entre o Instituto Brasília Ambiental e o Movimento Comunitário do Jardim Botânico (MCJB), para gestão compartilhada do Centro de Práticas Sustentáveis (CPS), no Jardins Mangueiral, ser considerado um case de sucesso já no primeiro ano de existência.

“Oitenta por cento dos alunos são bolsistas. São várias modalidades esportivas e de dança com foco na sustentabilidade. Os materiais utilizados nas aulas são todos reciclados”, destaca Ilton de Queiroz Júnior,  gerente de atividades do CPS | Foto: Divulgação/Brasília Ambiental

Para o chefe da Unidade de Educação Ambiental (Educ) da autarquia, Marcus Paredes, a parceria é uma grande conquista da atual gestão. “É a educação ambiental chegando na ponta. Disponibilizamos o espaço e orientamos o trabalho para que seja efetivo e atenda à comunidade. Não há troca de recursos financeiros entre os pares e estamos aprendendo muito com esse acordo – estabelecido via Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil (MROSC)”, explica.

Segundo o secretário executivo do MCJB e gerente de atividades do Centro de Práticas Sustentáveis, Ilton de Queiroz Júnior, o primeiro ano foi positivo e desafiador. “Assinamos o acordo em 5 de março, alguns dias antes da suspensão das atividades presenciais devido à pandemia. Ainda assim tivemos muitas realizações, como a transformação do CPS em drive-thru para a vacinação contra a covid e a reforma do prédio, que estava há muito tempo sem manutenção básica”, cita.

Para 2022, estão previstos cursos de administração financeira, gastronomia e culinária sustentável, viveirista, horta, plantas medicinais, artesanato, marcenaria, entre outros| Foto: Divulgação/Brasília Ambiental

Destaques

A parceria já registra mais de duas dezenas de projetos desenvolvidos, dos quais se destaca o Ecoponto, ponto de material reciclado, desenvolvido com a Cooperativa de Catadores Ecolimpo, de São Sebastião. Hoje a cooperativa arrecada uma tonelada de material reciclado por semana, além de promover a consciência ambiental entre os moradores do Jardim Botânico e região.

Há, ainda, a Feirinha de Orgânicos da Emater, que ocorre todas as quartas-feiras; a Biblioteca Oikos e o Ecowork, que conta com 12 estações com computador e internet, onde as pessoas podem estudar e/ou trabalhar. No âmbito virtual, foram ministrados vários cursos e palestras, sendo o grande destaque o 1º Workshop de Sustentabilidade, que contou com mais de mil visualizações.

Para 2022, estão previstos cursos de administração financeira, gastronomia e culinária sustentável, viveirista, horta, plantas medicinais, artesanato, marcenaria, entre outros. Além disso, o projeto Esporte Sustentável, que beneficia a comunidade com bolsas em diversos esportes e dança, está com inscrições abertas para modalidade paga, visto que o sorteio das bolsas já ocorreu neste ano.

“Oitenta por cento dos alunos são bolsistas. São várias modalidades esportivas e de dança com foco na sustentabilidade. Os materiais utilizados nas aulas são todos reciclados. Temos aulas de balé, capoeira e várias artes marciais”, acrescenta o gerente de atividades do CPS.

O Centro de Práticas Sustentáveis funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h. Os interessados podem saber mais detalhes sobre as atividades oferecidas por meio do site www.mcjb.org.br/atividades.

Últimas Notícias