Fale com o Governo Ações em Destaques

3/6/22 às 15:22

Conheça o Zoo e o Jardim Botânico sem sair de casa

Na Semana do Meio Ambiente, estas duas unidades de conservação de Brasília ganharam uma série de produções multimídia, incluindo visita 360º ao zoológico

Agência Brasília* | Edição: Claudio Fernandes

O Jardim Botânico e o Zoológico de Brasília lançaram uma série de vídeos inspirados na flora e na fauna presentes nessas duas unidades de conservação (UCs) para marcar a Semana do Meio Ambiente. Os trabalhos mostram a importância das UCs para a conservação das espécies e da biodiversidade no cerrado, além da contribuição para a qualidade do clima e da água no Distrito Federal.

“Ações como essa buscam sensibilizar a população sobre a importância das áreas verdes urbanas, além de mobilizar a sociedade no processo de construção e implementação das políticas ambientais” Sarney Filho, secretário do Meio Ambiente do DF

A iniciativa contou com a produção da Secretaria do Meio Ambiente do DF, por meio do Projeto CITinova, que promove cidades sustentáveis no Brasil, com investimentos em tecnologias inovadoras e planejamento urbano integrado.

“Ações como essa buscam sensibilizar a população sobre a importância das áreas verdes urbanas, além de mobilizar a sociedade no processo de construção e implementação das políticas ambientais”, afirma o secretário do Meio Ambiente do DF, Sarney Filho.

Os vídeos abordam o trabalho com fins conservacionistas do Zoo. “Essa ferramenta vai permitir que o público entenda um pouco mais sobre as ações do Zoo de educação ambiental e pesquisas, e como elas contribuem para a conservação de animais da fauna silvestre ameaçados de extinção”, diz a diretora-presidente do Zoológico de Brasília, Eleutéria Pacheco.

O elefante Chocolate, com 30 anos completados em abril, é uma das atrações do Zoo e um dos astros dos vídeos produzidos por ocasião da Semana do Meio Ambiente | Foto: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília

Tour virtual  

O Zoológico também ganhou um tour virtual 360° pelos seus espaços de cuidado e visitação aos animais, para que o público possa conhecer mais sobre o trabalho dessa fundação que nasceu antes mesmo da inauguração da capital federal, em 1957.

No mapa, os visitantes podem escolher os espaços destinados a cada animal, como lobo-guará, flamingos, macacos, águias, lontras, ariranhas, ursos, elefantes, jacarés, girafas, rinocerontes, borboletas e hipopótamos.

Assista aqui aos vídeos sobre o Zoo.

Com 5 mil hectares, o Jardim Botânico de Brasília mantém coleções de plantas, desenvolve ações de educação ambiental e conta com 26 nascentes de água | Foto: Lúcio Bernardo Jr / Agência Brasília

Jardim Botânico

Com 5 mil hectares, dos quais 4,5 mil hectares de área protegida na estação ecológica, o Jardim Botânico de Brasília (JBB) mantém coleções de plantas e desenvolve pesquisas e ações de educação ambiental. As 26 nascentes de água que brotam ali abastecem uma parte da população da cidade.

“É a vegetação conservada que torna isso possível”, diz o vídeo de cinco minutos, que também mostra o trabalho no herbário e no orquidário, além de paisagens, fauna e flora locais.

Para a diretora executiva do JBB, Aline De Pieri, manter o status desta UC em condições ideais de conservação e preservação reflete o compromisso e a dedicação de toda a equipe. “Estamos comprometidos em garantir a qualidade de vida e os melhores indicadores ambientais a Brasília e ao Distrito Federal”, diz.

Confira aqui os vídeos sobre o JBB.

CITinova

“O CITinova colabora com o cumprimento dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) e está alinhado com a Agenda 2030, pactuada pelo Brasil e outros 192 países que integram a Organização das Nações Unidas (ONU)”, afirma a coordenadora executiva do CITinova no DF, Nazaré Soares.

O projeto colabora especificamente com o ODS 11, para tornar as cidades e comunidades mais inclusivas, seguras, resilientes e sustentáveis.

É um projeto multilateral realizado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI). Os recursos são do Global Environment Facility (GEF), com implementação a cargo do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma). A execução no DF é pela Sema, em parceria com o Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE).

*Com informações da Secretaria do Meio Ambiente

Últimas Notícias