Fale com o Governo Ações em Destaques

6/10/22 às 20:19

Alunos da rede pública de ensino debatem ciência e inovação

Encontro reuniu 250 estudantes de 13 escolas que participam do projeto NaMoral, iniciativa do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT)

Agência Brasília* | Edição: Carolina Lobo

Cerca de 250 alunos de 13 escolas públicas do Distrito Federal se reuniram na manhã desta quinta-feira (6), na sede do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), para discutir e apresentar iniciativas de ciência, tecnologia e inovação. O encontro Ciência em ação: ferramentas para transformar o mundo, voltado para as temáticas relacionadas à pesquisa científica, juntou estudantes que participam do projeto NaMoral, idealizado pelo MPDFT.

Na ocasião, os alunos assistiram a uma palestra sobre o tema e apresentaram trabalhos de pesquisas realizados nas unidades escolares, como um ventilador portátil feito com bambu. O projeto, batizado de Ventilador de Bambu, foi idealizado no Centro de Ensino Médio Integrado à Educação Profissional e Técnica do Gama (CEMI Gama).

Os estudantes Augusto Santos, Walison Mateus e Eduardo Freitas apresentam o Ventilador de Bambu, idealizado no CEMI Gama | Foto: Mary Leal

A ideia é dos estudantes Augusto Santos e Eduardo Freitas, 17 anos, e Walison Mateus, 18 anos, que foram os responsáveis pela apresentação. “O projeto nasceu quando percebemos que todos os ventiladores são feitos de plástico e que isso traz um problema sério ao mundo. Então, decidimos criar algo que fosse sustentável, barato e que não agredisse o meio ambiente”, disse Walison Mateus.

O Ventilador de Bambu foi recentemente premiado na 1ª Feira Científica do Instituto Mocam, em Rondônia. Após a premiação, os alunos foram convidados a expor o projeto em uma feira internacional em Londres, no Reino Unido.

Ciência em ação

A secretária de Educação do DF, Hélvia Paranaguá, esteve presente na solenidade ao lado da procuradora-geral de Justiça, Fabiana Costa, e destacou a importância de iniciativas como o projeto NaMoral. “Queremos que o aluno da rede pública compreenda que não cabem mais nessa sociedade problemas relacionados ao desvio de conduta ou de recursos públicos. Essa seriedade e esses valores são os que pretendemos resgatar, não só com os alunos, mas também com os professores, os formadores desses estudantes”, afirmou.

O Ciência em ação é uma idealização do MPDFT em parceria com a Secretaria de Educação, o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial DF (Senac) e o Instituto Mocam – Movimento Científico da Amazônia.

Projeto NaMoral

Iniciativa do MPDFT, o projeto NaMoral visa combater a corrupção do dia a dia e educar as novas gerações sobre o verdadeiro sentido e valor da integridade e das virtudes. A ação desafia os estudantes, a partir de ferramentas inovadoras, a construírem um ecossistema de integridade no ambiente escolar.

O projeto ganhou o segundo lugar no Prêmio CNMP, edição 2020, na categoria Redução da corrupção e foi selecionado para participar da 17ª edição do Prêmio Innovare.

*Com informações da Secretaria de Educação

Últimas Notícias