Fale com o Governo Ações em Destaques

14/9/23 às 17:11, Atualizado em 14/9/23 às 17:28

Fábrica Social vai atender demanda de enxoval de hospitais públicos

Sedet abriu licitação, no valor de R$ 643 mil, para adquirir insumos e ampliar a produção feita pelos alunos do programa de qualificação profissional

Thaís Miranda, da Agência Brasília | Edição: Carolina Lobo

O enxoval dos hospitais da rede pública de saúde, como lençóis e fronhas, vai começar a ser produzido pelos alunos da Fábrica Social a partir deste segundo semestre. O objetivo é ampliar as atividades propostas pelo programa, que tem capacidade média de produção de 25 mil itens por ano.

O programa Fábrica Social conta, atualmente, com 457 máquinas que são operadas pelos 350 alunos do curso de corte e costura | Foto: Lúcio Bernardo Jr./Agência Brasília
“A ideia é potencializar a Fábrica Social, então vamos adquirir insumos e chamaremos, até o final deste ano, cerca de 600 novos alunos para os cursos do programa” Thales Mendes, secretário de Desenvolvimento, Trabalho e Renda

Para isso, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda (Sedet) publicou no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) o aviso de abertura de licitação, no valor de R$ 643,2 mil, para aquisição de materiais, insumos e equipamentos de segurança para ampliar a produção e atender a demanda, que define a entrega de cinco a oito mil itens por mês aos hospitais da rede.

O pregão será do tipo Menor Preço por Lote, cujo certame tem data prevista de abertura para o dia 25 de setembro, às 9h. De acordo com o secretário de Desenvolvimento, Trabalho e Renda, Thales Mendes, a licitação visa adquirir os materiais para dar continuidade e ampliar a produção do programa.

“Nosso foco agora é a compra de insumos. O objetivo é a aquisição de tecido, tinta, linha e equipamentos de segurança, como luvas de aço para o corte dos tecidos. A gente prevê adquirir, também, tesouras e ferros de passar, que são itens que complementam as atividades pedagógicas. A ideia é potencializar a Fábrica Social, então vamos adquirir insumos e chamaremos, até o final deste ano, cerca de 600 novos alunos para os cursos do programa”, destaca.

O projeto Fábrica Social tem como objetivo promover a qualificação social e profissional no âmbito da Sedet. Atualmente, o programa conta com 457 máquinas que são operadas pelos 350 alunos do curso de corte e costura. No segundo semestre deste ano, a previsão é que seja publicado mais um edital de chamamento público para os cursos a serem ofertados em 2024.

A aquisição dos materiais e equipamentos necessários garantirá a oferta de cursos e produções de qualidade, visando capacitar e inserir os participantes no mercado de trabalho.

Clique aqui e confira o edital na íntegra.

Últimas Notícias