Fale com o Governo Ações em Destaques

17/10/23 às 11:31, Atualizado em 17/10/23 às 16:47

Consultórios na Rua ganham novos veículos para regiões Central e Sudoeste

Carros atuarão na Asa Sul e em Taguatinga, oferecendo atendimento médico e auxiliando a vacinação nos fins de semana e feriados. Além deles, novo rabecão foi entregue ao Serviço de Verificação de Óbitos (SVO)

Agência Brasília* I Edição: Débora Cronemberger

Foram entregues, na tarde desta segunda-feira (16), os dois novos veículos que atuarão como Consultório nas Ruas (CR) nas regiões de Saúde Central e Sudoeste. Os espaços itinerantes, além de ofertarem os serviços essenciais de saúde, funcionarão também como carros da vacina aos finais de semana e feriados, ampliando ainda mais o alcance das campanhas de imunização na capital. Além deles, um novo rabecão foi entregue ao Serviço de Verificação de Óbitos (SVO).

Os dois novos veículos atuarão como Consultório nas Ruas nas regiões de Saúde Central e Sudoeste e aos finais de semana como Carros da Vacina | Foto: Jhonatan Cantarelle/Agência Saúde-DF
“O serviço vai ao encontro da necessidade da população vulnerável. Assim, poderemos cuidar dessa parte da sociedade que precisa tanto do nosso cuidado especial” Lucilene Florêncio, secretária de Saúde

Os eCRs foram alocados em regiões que possuem o maior número de cadastros de pessoas em situação de rua: Asa Sul e Taguatinga. Para a secretária de Saúde, Lucilene Florêncio, os novos transportes possuem papel essencial no alcance da meta de vacinação.

“O serviço vai ao encontro da necessidade da população vulnerável. Assim, poderemos cuidar dessa parte da sociedade que precisa tanto do nosso cuidado especial. Além disso, vamos atuar aos sábados, feriados e pontos facultativos com a vacinação para atingirmos a cobertura de mais de 90% em todas as doenças imunopreveníveis.”

A gerente de Atenção à Saúde de Populações em Situação Vulnerável e Programas Especiais (GASPVP), Juliana Soares, ressalta ainda que a aquisição terá impacto também na celeridade dos atendimentos. “Os carros irão trazer mais agilidade às equipes de Consultório na Rua [eCR] na assistência a pessoas nessa situação. Conseguiremos dar maior acesso à população mais vulnerável e que, muitas vezes, não consegue chegar às unidades físicas.”

Os profissionais das equipes multiprofissionais realizam as atividades de forma itinerante e, quando necessário, desenvolvem ações em parceria com as equipes das unidades básicas de saúde (UBSs). Atualmente, os consultórios contam com mais de mil atendimentos individuais realizados por mês.

“Estamos em franca expansão e qualificação das eCRs. Saímos de três consultórios para seis e já está em planejamento a implementação de mais um”, ressalta a diretora de Áreas Estratégicas da Atenção Primária (Daeap) da SES-DF, Paula Lawall.

As atuais seis eCR estão distribuídas pelas Regiões de Saúde: Central (UBS 1 Asa Sul), Centro-sul (UBS 1 Núcleo Bandeirante), Leste (UBS 1 Paranoá), Oeste (UBS 5 Ceilândia), Sudoeste (UBS 5 Taguatinga) e Sul (UBS 4 Gama).

Reforço vacinal

Em janeiro de 2022, os Consultórios na Rua ganharam nova roupagem para atuar especialmente aos finais de semana, transformando-se em carros da vacina para proteger a população contra a covid-19.

Fosse em ruas de terra batida ou em asfaltos da periferia do DF, os veículos disponibilizavam imunizantes contra o coronavírus a quem passasse. Havia vacina para todos os públicos.

“No meio do furacão, entendemos que precisávamos fazer diferente se quiséssemos alcançar quem mais precisava e, assim, obter resultados positivos. A vacina foi e ainda é a maior arma contra a covid-19” Camila Ribeiro, enfermeira e uma das idealizadoras do Carro da Vacina

“Foi um sonho que muitos sonharam, profissionais que amam imunização, uma superintendente que apoiava sua equipe e a vontade de todos em proteger a população”, conta uma das idealizadoras do Carro da Vacina, a enfermeira Camila Ribeiro. “No meio do furacão, entendemos que precisávamos fazer diferente se quiséssemos alcançar quem mais precisava e, assim, obter resultados positivos. A vacina foi e ainda é a maior arma contra a covid-19”, reforça.

Só em 2022, foram 30 edições do projeto, com mais de 33 mil doses aplicadas. Criado inicialmente para auxiliar na campanha contra o coronavírus, o Carro da Vacina nasceu em Ceilândia e, posteriormente, foi replicado em outras regiões administrativas, com ações em Planaltina, Gama, São Sebastião, Sol Nascente, Água Quente, Guará e Plano Piloto. Seu foco também ampliou e passou a combater outras doenças como a influenza e a pólio.

Hoje, os veículos continuam a ser instrumentos essenciais em ações extramuros da SES-DF, realizadas em pontos estratégicos e de alta circulação de pessoas, com o intuito de aumentar a cobertura vacinal.

Em janeiro de 2022, os Consultórios na Rua também passaram a atuar, principalmente nos finais de semana, como carros da vacina para proteger a população contra a covid-19 | Foto: Divulgação/Agência Saúde-DF

Conforto aos familiares

Outro carro entregue nesta segunda foi o novo rabecão ao Serviço de Verificação de Óbitos (SVO). O veículo, além de suprir a necessidade de oferecer maior celeridade no recolhimento de corpos, também traz mais dignidade aos familiares enlutados.

“Somos uma secretaria que tem como objetivo principal cuidar da vida, e, dentro disso, também temos o dever de cuidar da finitude da vida, oferecendo conforto e dignidade às famílias que estão passando por esse momento tão difícil de perder um familiar”, explica a secretária de Saúde.

De acordo com o diretor do SVO, Diogo Nogueira Batista, o serviço de recolhimento de corpos atende todo o DF e, dependendo das remoções, várias extremidades da região em um mesmo dia. São, de acordo com o setor, 30 a 40 óbitos diários. “O veículo significa um transporte digno aos familiares. É de grande importância a equipe ter um instrumento de trabalho adequado.”

*Com informações da Secretaria de Saúde

Últimas Notícias