Fale com o Governo Ações em Destaques

20/10/23 às 10:44, Atualizado em 20/10/23 às 11:23

Projeto de capacitação profissional leva cultura ao Setor Comercial Sul

A praça central da Quadra 5 vai receber, a partir das 18h desta sexta (20), o Setor Cine Sounds, projeto que tem parceria com a Sedet na formação de jovens em áreas da economia criativa

Carolina Caraballo, da Agência Brasília | Edição: Igor Silveira

Hip-hop, música brasileira e cinema candango de qualidade vão agitar a noite desta sexta-feira (20) no Setor Comercial Sul (SCS). A praça central da Quadra 5 vai receber, a partir das 18h, o Setor Cine Sounds, projeto de ocupação urbana que une cultura e capacitação profissional. A festa vai até as 22h30, com exibição de três curtas-metragens e apresentação de dois DJs locais. A entrada é franca.

Para colocar em prática tudo o que aprenderam, os formandos cuidaram de toda a concepção do Setor Cine Sounds | Fotos: Divulgação/No Setor

‌O Setor Cine Sounds é muito mais do que uma celebração à cultura local. O evento é o trabalho de conclusão de curso da segunda turma de formandos do Instituto Cultural e Social No Setor. Em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda do Distrito Federal (Sedet-DF), a entidade capacita pessoas em situação de vulnerabilidade econômica e social para o mercado de trabalho.

Em seu segundo ciclo de formação, o No Setor ofereceu três qualificações, todas na área de economia criativa e cultura: comunicação social e marketing digital; montagem e desmontagem de eventos; e assistente de produção. “Foram três meses de aulas presenciais, ministradas três vezes por semana”, conta o coordenador do instituto, Rafael Reis. “Dos 51 alunos que recebemos, pouco mais de 30 estão se formando”.

Para colocar em prática tudo o que aprenderam, os formandos cuidaram de toda a concepção do Setor Cine Sounds. A montagem do evento na praça central da Quadra 5, conhecida como Buraco do Rato, também ficará por conta dos alunos. “A gente quer que seja um momento de troca comunitária, levando cultura para um espaço público que ainda é estigmatizado”, afirma a coordenadora pedagógica do No Setor, Tamara Gonçalves.

Arte: No Setor

Inserção no mercado

O grupo No Setor atuava exclusivamente como um coletivo de ocupação cultural do Setor Comercial Sul até que, em 2019, descobriu seu potencial como agente transformador de realidades sociais. Nascia, assim, o Instituto Cultural e Social No Setor, que ofereceu seu primeiro ciclo de capacitação em 2022.

“Eram dez cursos, cinco voltados para o eixo cultural e cinco para o empreendedorismo”, relembra Tamara. “Dos 111 alunos que tivemos, pelo menos 40 foram impactados com geração de renda, seja trabalhando com nossos parceiros culturais, seja participando de eventos do próprio instituto”.

Todo o processo de inscrição para os cursos e a aprovação do plano de trabalho foram feitos pela Sedet, seguindo o Plano Distrital de Qualificação. “Estamos cumprindo nosso papel de fomentar a capacitação para a inserção no mercado de trabalho, tendo, nesse caso, o Instituto Cultural e Social No Setor como um importante parceiro”, aponta o titular da pasta, Thales Mendes. “Com esse programa, reforçamos a geração de renda, além da inclusão social de pessoas vulneráveis”.

Últimas Notícias