Fale com o Governo Ações em Destaques

8/11/23 às 16:34

Festival circense anima a Fercal a partir desta quinta-feira (9)

Projeto financiado pelo FAC, o Cafuringue-se apresenta malabarismo, palhaçada, mamulengo e catira em três dias de espetáculos gratuitos

Carolina Caraballo, da Agência Brasília | Agência: Vinicius Nader

Respeitável público da Fercal, o Festival de Circo Cafuringue-se chega à cidade nesta quinta-feira (9) para encantar crianças de todas as idades misturando cultura local e tradições circenses. Serão três dias de espetáculos gratuitos, apresentados em uma lona de circo montada no campo de futebol do bairro Boa Vista.

Cafuringa significa coisa pequena. Quando transformada em verbo, a expressão traz consigo a tônica do festival, que convida o público a tornar-se pequeno para que possa enxergar a beleza das coisas simples da vida. “A gente quer inspirar as pessoas, levar a lona do circo para uma região atípica, rural, cercada por relevos que nem parecem fazer parte do Distrito Federal”, comenta a produtora do festival, Cíntia Magalhães.

Espetáculos do festival Cafuringue-se apresentam ao público a beleza das coisas simples da vida | Fotos: Divulgação

Os espetáculos terão como mestre de cerimônias a figura de um palhaço camponês que, apaixonado pelo circo, guia a plateia pelo mundo do malabarismo, do teatro, das palhaçadas e dos mamulengos. “São atrações que unem as manifestações populares da região, marcadas pela folia e pela catira, com o lado lúdico do circo, todo esse imaginário que vem com a lona”, conta Cíntia.

O Cafuringue-se contou com fomento do Fundo de Apoio à Cultura do Distrito Federal (FAC-DF), ajuda essencial para o festival sair do papel. “Recebemos R$ 100 mil, valor que serviu para impulsionar o projeto”, afirma Cíntia. “Hoje, o FAC é uma das principais maneiras de os produtores culturais realizarem seus eventos. Em especial em regiões como a Fercal, onde não há tantos espaços disponíveis para receber artistas”.

“Nossa missão é apoiar essa cultura plural, que carrega grande espaço na história de construção do nosso país e da nossa cidade, como é o circo” Cláudio Abrantes, secretário de Cultura e Economia Criativa

Para o secretário de Cultura e Economia Criativa do DF, Claudio Abrantes, festivais como o Cafuringue-se são grandes polos de conhecimento, entretenimento, lazer, além de ajudar a estimular a economia que se movimenta em torno da cadeia criativa. “Nossa missão é apoiar essa cultura plural, que carrega grande espaço na história de construção do nosso país e da nossa cidade, como é o circo”, ressalta.

Festival de Circo Cafuringue-se

⇒‌ Quinta-feira (9)
9h – Abertura com o mestre de cerimônia
10h – Espetáculo Sementes: quando o sonhadário germina

‌⇒ Sexta-feira (10)‌
9h – Abertura com o Mestre de cerimônia
10h – Espetáculo Sementes: quando o sonhadário germina

⇒ Sábado (11)
Das 16h às 19h30

ATO I
Cortejo de abertura
Grupo Ecocultural de Catira da Cafuringa
Vereda dos Mamulengos

ATO II
Ares de encontro, com Marta Corrêa e Lucas Lírio
Palhaço Bené, com Bernardo Ouro Preto
A incrível mulher que virou jarro, com Ana Flávia Garcia (Palhaça Geleia).

Últimas Notícias