Fale com o Governo Ações em Destaques

17/11/23 às 08:23, Atualizado em 17/11/23 às 09:46

Projeto leva a cultura africana a estudantes do Itapoã

Iniciativa Kombo Arte Afro contou com recursos do FAC e proporcionou acesso à capoeira, ao artesanato e à percussão, a 75 alunos de 7 a 12 anos

Adriana Izel, da Agência Brasília | Edição: Carolina Lobo

Durante cinco meses, alunos da Escola Classe 1 do Itapoã tiveram contato com expressões artísticas e culturais africanas por meio do projeto Kombo Arte Afro. A iniciativa ofereceu oficinas de capoeira, percussão e artesanato a 75 estudantes de 7 a 12 anos no contraturno. Neste sábado (18), a partir das 9h, os jovens apresentarão o resultado dos meses de estudos na celebração da escola em alusão ao Dia da Consciência Negra, comemorado em 20 de novembro.

Esta é a quarta edição do projeto, que já passou por escolas na Estrutural, Sol Nascente e Vila Telebrasília, sempre com fomento do Governo do Distrito Federal (GDF), por meio do Fundo de Apoio à Cultura (FAC), gerido pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Secec). Neste ano, o Kombo Arte Afro utilizou recursos do edital Brasília Multicultural da ordem de R$ 80 mil.

Neste sábado (18) os jovens farão uma apresentação de percussão. Também participarão de uma roda de capoeira e vão expor peças na mostra de artesanato | Fotos: Divulgação/Ana Barbosa

“É um projeto importantíssimo, porque são expressões culturais que estão presentes no cotidiano brasileiro, mas que têm sua origem na África. Então é essencial levar às crianças essa noção e esse reconhecimento enquanto elas estão em seu momento de formação”, defende a produtora-executiva do projeto, Luciana Vecchi. “Nosso objetivo é fazer parte do cotidiano desses jovens para que eles possam aprender e praticar essas manifestações”.

As oficinas foram comandadas pelo Mestre Celin (capoeira), pela arte-educadora Rosangela Rodrigues (artesanato) e pelo professor Paulo Roberto Simpatia (percussão). O resultado será apresentado durante o evento, quando os jovens participarão de uma roda de capoeira, farão uma apresentação de percussão e vão expor peças na mostra de artesanato. Ao final, todos os alunos participantes receberão certificados de conclusão.

O projeto Kombo Arte Afro já passou por escolas na Estrutural, Sol Nascente e Vila Telebrasília

“É um espaço para os alunos mostrarem tudo que foi aprendido durante esses cinco meses nas oficinas que ocorriam sempre às quartas-feiras na sede do Batukenjé, grupo de percussão com mais de 20 anos de trabalho em Brasília e que é responsável pelo projeto”, afirma Luciana.

Serviço
Encerramento do projeto Kombo Arte Afro
→ Local: Escola Classe (EC) 1 do Itapoã
→ Data: sábado (18)
→ Horário: a partir das 9h
→ Atrações: mostra de artesanato, roda de capoeira, apresentação de percussão, entrega de certificados e show do grupo Batukenjé.

17/11/2023 - Projeto leva a cultura africana a estudantes do Itapoã

Últimas Notícias