Fale com o Governo Ações em Destaques

18/11/23 às 16:30, Atualizado em 19/11/23 às 09:24

Sábado de lazer e saúde para os moradores do Itapoã

Parceria da Fiocruz e SES-DF levou vacinas para crianças, adultos e idosos, além de diversas atividades culturais, muita brincadeira e diversão

Agência Brasília* | Edição: Igor Silveira

Neste sábado (17), a parceria entre a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e a Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF) levou vacinação e brincadeiras aos moradores do Itapoã, por meio do projeto “Fiocruz para você”.

Eram 8h da manhã quando Raimundo dos Santos, 45 anos, se dirigiu à Unidade Básica de Saúde do Itapoã (UBS 1) com a filha Helena, 5 anos, para uma ação que reuniria lazer e saúde. Com uma borboleta desenhada no rosto, a pequena Helena se divertiu na cama elástica e nas outras brincadeiras até ir à sala de vacinação. A ideia de participar do evento partiu da esposa de Raimundo, que viu uma oportunidade de atualizar a caderneta da filha.

Helena dos Santos, 5 anos, aceitou ir ao evento, ao saber da presença do Zé Gotinha. A pequena se divertiu na cama elástica e nas outras brincadeiras antes de ir à sala de vacinação | Fotos: Jhonatan Cantarelle/Agência Saúde-DF

“Soubemos do evento pelas redes sociais da SES-DF e minha esposa me pediu para trazer a Helena. A minha filha só aceitou vir porque dissemos que ia ter o Zé Gotinha. Achei ótima essa ação, porque distrai a criança antes de levar a vacina. Minha filha, por exemplo, tem muito medo da agulha e isso ajudou”, explica Raimundo dos Santos.

Todo o calendário vacinal estava disponível para crianças, adolescentes, adultos e idosos. As crianças podiam participar de atrações como brincadeiras, pintura no rosto, pular na cama elástica e tirar uma foto com o Zé Gotinha. Além disso, aperitivos como pipoca e suco eram distribuídos gratuitamente.

A gerente da UBS 01 do Itapoã, Sirlei Morais Ferreira, aponta que, apesar da vacinação já ser disponibilizada na unidade durante a semana e aos sábados pela manhã, a ação trouxe maior divulgação e atraiu, especialmente, as crianças. “Hoje é um dia de atividades lúdicas e educativas para as crianças e isso chama atenção. Com isso, temos visto um maior número de crianças vacinando”, explica.

Adultos também aproveitaram o dia. Inês Alves da Costa, 68, realizou um sonho de infância: uma pintura no rosto e atualizou a caderneta de vacinas | Foto: Jhonatan Cantarelle/Agência Saúde-DF

O projeto chamou a atenção também dos adultos e idosos, que aproveitaram a ação para se divertir e vacinar. Inês Alves da Costa, 68 anos, realizou um sonho de infância: uma pintura artística no rosto.

Com uma borboleta de um lado do rosto e um gavião no outro, a idosa estava na fila de vacinação para verificar se não havia nenhum atraso na sua caderneta. “Eu me consulto aqui na UBS desde que me mudei. Aqui, me sinto acolhida, os médicos são dispostos a ouvir. Como sou reincidente de câncer, sinto que aqui é o meu porto seguro”, elogia.

Os moradores da região também contaram com a presença da equipe do Laboratório Centro de Pesquisa MARCO, que orientou sobre a prevenção do papilomavírus humano (HPV). Voluntárias entre 30 a 49 anos – que não estivessem gestantes ou menstruadas, e que não tenham feito cirurgia no útero – podiam participar para o rastreio da doença.

Evento contou com brincadeiras, pintura no rosto, cama elástica e com a presença do Zé Gotinha, no apoio e incentivo à vacinação

Ação simultânea no DF e em outros estados

Denominada de “Fiocruz para você”, o projeto chega à 30ª edição e ocorre nas dez unidades da entidade, espalhadas pelo país, nos estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná, Bahia, Pernambuco, Ceará, Amazonas, Piauí, Rondônia e Mato Grosso do Sul.

É a primeira vez que o evento é realizado no Distrito Federal e o planejamento é levá-lo para outras regiões administrativas do DF, nos próximos anos.

De acordo com a diretora-adjunta da fundação, Denise Oliveira e Silva, o projeto, que surgiu em 1994 no Rio de Janeiro, tem como objetivo levar a vacinação e atividades culturais, aliados à divulgação da ciência e promoção da saúde. “Além de ser um lugar de vacinação, a gente disponibiliza tudo que a FioCruz faz de geração de conhecimento, de atividades que desenvolve e aproxima fundamentalmente a ciência das famílias”, explica.

*Com informações da Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF)

Últimas Notícias