Fale com o Governo Ações em Destaques

10/12/23 às 16:58

Referência no esporte, Ginásio do Cruzeiro completou 20 anos

Equipamento público já ofereceu vôlei, futsal, jiu-jitsu e até cheerleading

Agência Brasília* | Edição: Carolina Lobo

Mesmo quem não mora no Cruzeiro já deve ter visitado ou, ao menos, visto alguma notícia de evento no Ginásio Poliesportivo do Cruzeiro. O espaço é referência entre as RAs do DF, promovendo e incentivando, desde 2003, o esporte na capital do país. Por lá, já passaram dos mais diversos tipos de esportes: vôlei, futsal, jiu-jitsu e, mais recentemente, até cheerleading.

O equipamento público era uma das mais antigas reivindicações dos cruzeirenses, fazendo do enorme esqueleto de concreto um “elefante branco” na divisa entre os cruzeiros Novo e Velho, conforme descreve o historiador Rafael Fernandes no livro Cruzeiro: retratos de sua história. A obra foi entregue a tempo do aniversário de 44 anos da região administrativa.

“[O ginásio] é o coração do esporte do Cruzeiro”, afirma Gildo Seixas, 59 anos, líder comunitário e atual presidente do Sambola Esporte e Cultura. Seixas, que veio do Rio de Janeiro em 1964, viu e viveu de perto o esporte no Cruzeiro. “Chovia de novembro a março, e quando não era chuva, era sol forte. Não tínhamos um lugar coberto para jogar”, comenta.

Segundo o líder comunitário, o Ginásio trouxe não só comodidade, mas também campeonatos grandes e até internacionais para o Cruzeiro, como os Jogos Escolares, a Superliga Masculina de Vôlei, a Taça Brasil de Cheerleading e muitos outros. Gildo chama a atenção da comunidade para que os moradores zelem pelo espaço e afirma ficar contente que haja um lugar bom e de qualidade para as pessoas praticarem esporte e lazer.

O Ginásio Poliesportivo do Cruzeiro ocupa área de mais de 3 mil m² e tem capacidade para abrigar ao menos mil pessoas sentadas | Fotos: Divulgação/Câmara em Movimento

O administrador regional do Cruzeiro, Gustavo Aires, relembra a época em que jogava no ginásio: “Participava de muitos torneios por lá”. Com a esposa grávida de 6 meses, Aires afirma que pretende incentivar o filho a praticar esportes.

Francisco Pires Teixeira, 71 anos, é ex-administrador regional do Cruzeiro. O Ginásio foi entregue durante um dos mandatos dele na cidade e ele diz se sentir “com dever cumprido” por ver “aquele espaço bem cuidado e atendendo ao povo”. “Acho que fiz minha parte como administrador”, destaca Pires.

Equipamento público

Ginásio do Cruzeiro: 20 anos de história

Ocupando área de mais de 3 mil m², o ginásio tem capacidade para abrigar ao menos mil pessoas sentadas. A construção é de concreto armado, com vedação de alvenaria e cobertura de aço pré-pintada apoiada em estrutura espacial. Por dentro, o lugar se transforma em um verdadeiro monumento, com branco, azul claro e escuro por todos os lados que se olha, quase como se estivesse olhando o céu. O que também traz essa sensação de ver o céu são os pardais domésticos – espécie de pássaro – voando dentro do ginásio ou “conversando” entre si nas arquibancadas e no teto. Ao fundo, um placar eletrônico com um palco abaixo, onde muitos eventos já foram promovidos. Quatro mezaninos, um em cada ponta do ginásio. E ao centro, a quadra.

Além das quadras, o estacionamento do ginásio também é um espaço muito importante. Lá, ocorrem frequentemente eventos sociais, culturais e outras festividades locais, como a tradicional Festa da Divisa, que este ano levou três dias de apresentações e comidas típicas a duas mil pessoas. “Temos um público bastante fiel às festividades da cidade”, elogia Aires.

*Com informações da Administração Regional do Cruzeiro

Últimas Notícias