notas oficiais e pronunciamentos

28/11/17 20:11
Atualizado em 28/11/17 às 20:11

Pronunciamento: abertura do 8º Fomenta Nacional

Rodrigo Rollemberg, governador de Brasília

Em primeiro lugar, presidente Afif, eu quero aqui agradecer muito a deferência de Vossa Excelência de fazer o Fomenta aqui em Brasília. Isso é uma vocação da nossa cidade sediar eventos de caráter profissional, político, científico, cultural, esportivo.

Brasília, por natureza, é uma capital de eventos, portanto nós estamos muito felizes de receber as pessoas de fora e de todos os Sebrae de todo o Brasil, também aqui os nossos os participantes brasilienses. Aproveito para convidar aqueles que são de fora para conhecer a nossa cidade, essa cidade que é patrimônio cultural da humanidade.

Depois quero fazer — e faço em nome de toda a diretoria do Sebrae —, quero agradecer a profunda parceria do Sebrae com o governo de Brasília. Desde o início do nosso governo, o Sebrae tem sido um grande parceiro e aqui eu recomendo aos prefeitos municipais, aos gestores municipais que se aproximem do Sebrae nas suas cidades, porque essa integração e interação entre poder público e Sebrae tem condições de promover medidas muito positivas para o desenvolvimento local, então fica aqui o nosso agradecimento.

Quero dizer que uma das coisas que temos para mostrar dessa parceria do governo de Brasília com o Sebrae é o nosso sistema simplificado de registro de empresas de baixo risco, como foi dito aqui, o presidente Afif, ainda como ministro [da Secretaria da Micro e Pequena Empresa], lançou esse desafio e disse que Brasília serviria como piloto para o Brasil.

De fato, aqui a gente demorava três, quatro meses, talvez até mais do que isso, para abrir uma empresa de baixo risco. Hoje, com 4,7 dias em média, nós estamos abrindo as empresas de baixo risco. Mas quero dizer que aqui é uma posição de governo privilegiar, prestigiar as micro e pequenas empresas, a partir de um entendimento de que são elas que formam a maior parte dos empregos, e elas que têm a maior capacidade de promover a retomada do crescimento com distribuição de renda e com geração de empregos.

Temos vários programas aqui, estamos fortalecendo agora com o Banco do Brasil esse programa de microcrédito que é muito importante, mas temos o Prospera, que é de um fundo que temos na Secretaria do Trabalho que já distribuiu, já financiou mais de R$ 9 milhões esse ano para pequenos agricultores, para pequenos empreendedores e com isso contribuíram para o desenvolvimento da nossa economia.

Mas a grande novidade que estamos implantando nesse momento e usando como piloto, em 26 escolas na cidade de São Sebastião, é o cadastro de microempreendedores individual: marceneiros, pedreiros, vidraceiros, pintores, que são contratados diretamente de forma aleatória e por revezamento pelas escolas.

Com isso, muitas vezes nós estamos contratando o pai de uma criança que estuda naquela escola, a mãe de uma criança que estuda naquela escola, e quem faz a avaliação é o próprio diretor da escola. Se a avaliação é positiva, ele continua naquele cadastro atendendo as demais escolas, se a avaliação for negativa, ele sai desse cadastro. Com isso nós estamos gerando oportunidades de trabalho, oportunidades de negócios e oportunidades para empreender nas próprias cidades onde as pessoas moram, facilitando esse intercâmbio.

Também aqui em Brasília estamos com algo em torno de 70% dos nossos pregões com sistemas especiais para as micro e pequenas empresas e para os microempreendedores individuais. E vamos lançar, muito em breve, e queremos fazer esse lançamento em parceria com Sebrae, o cadastro das micro e pequenas empresas que já está pronto e vamos lançar nas próximas semanas. Em todo pregão e toda licitação realizada no Distrito Federal, essas empresas serão comunicadas em tempo real dessa licitação, podendo participar e, com isso, abrindo um leque de oportunidades para as micro e pequenas empresas.

Também aqui, na merenda escolar e outras refeições servidas nos órgãos públicos do Distrito Federal, grande parte tem sido comprada diretamente da agricultura familiar.

Com essas medidas, eu tenho convicção de que estamos contribuindo para dar uma injeção de ânimo na nossa economia. Aliás, é importante registrar, que há seis meses seguidos nós estamos com indicadores positivos de retomadas na nossa economia e com geração de emprego.

Não tenho a menor dúvida de que grande parte do sucesso desse esforço tem sido em função do trabalho dos empreendedores, dos microempreendedores individuais, dos micros e pequenos empresários da nossa cidade.

Um grande abraço, tenham um belo evento e muito obrigado pela parceria produtiva com o Sebrae!

Leia a matéria Acordo entre governo e Banco do Brasil vai facilitar o crédito para micro e pequenas empresas do DF.