notas oficiais e pronunciamentos

6/2/18 20:57
Atualizado em 6/2/18 às 20:57

Pronunciamento: coletiva de imprensa sobre o desabamento da estrutura do viaduto na Galeria dos Estados

Rodrigo Rollemberg, governador de Brasília

Boa tarde. Nós queremos lamentar o ocorrido na manhã de hoje com o desabamento de parte de um viaduto na área central de Brasília. Felizmente não houve nenhuma vítima e o governo de Brasília quer anunciar algumas mediadas que tomou e outras medidas que vão dar continuidade às ações já iniciadas.

Nós fizemos uma reunião com todos os órgãos envolvidos: Casa Civil, Secretaria de Planejamento, Secretaria de Fazenda, Secretaria de Segurança Pública e da Paz Social, Secretaria de Mobilidade, Novacap, DER, DFTrans, Detran e Defesa Civil para tomarmos as providências conjuntas. É importante registrar e agradecer a todos os órgãos que, prontamente, se dirigiram ao local, tanto a Defesa Civil, como o Corpo de Bombeiros e a Secretaria de Saúde, que felizmente não precisou utilizar seu aparato, já que não houve vítima naquele acidente.

Em função do ocorrido, estamos determinando a interdição do Eixão. Inicialmente até o dia 19 de fevereiro para poder fazer todas as perícias técnicas e as primeiras providências no sentido de limpar a área para saber quais medidas, efetivamente, tomar para a recuperação do viaduto.

Também estamos, a partir de hoje, trabalhando no Plano de Mobilidade Emergencial, formulado pela Secretaria de Segurança Pública, juntamente com a Secretaria de Mobilidade, DER, Metrô e Detran, para garantir que o transtorno à população seja o menor possível. Estamos criando por decreto, amanhã, uma comissão coordenada pela Casa Civil e composta pela Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos, DER, Novacap, Defesa Civil — e convidamos também o Crea, o Clube de Engenharia e a Universidade de Brasília, que já aceitaram esse convite — para que, juntos, através de seus técnicos e especialistas, possamos definir a maneira mais rápida e mais adequada de fazer a recuperação desse viaduto da área central do Eixão.

Vamos dar continuidade no sentido de definir as prioridades de investimentos ao longo desse ano em viadutos que precisam de manutenção ou de reforço estrutural. Estamos também determinando à área econômica que possa fazer os remanejamentos de recursos necessários e priorizar os recursos necessários para atender essas obras e dar continuidade ao programa do governo, iniciado em 2015, de recuperação desses viadutos, especialmente os da área central de Brasília.

É importante registrar que, do relatório do Tribunal de Contas do Distrito Federal, o governo de Brasília já tinha feito a recuperação de oito viadutos na área central de Brasília, sendo que tínhamos priorizado a recuperação dos viadutos da praça central da rodoviária de Brasília por uma razão óbvia: é ali que transitam mais de 700 mil pessoas por dia.

Nesse sentido, nós investimos, nesses três anos, R$ 67,7 milhões nessas obras (R$ 42 milhões na Praça Sul, R$ 8 milhões na rodoviária e no estacionamento em frente ao Conjunto Nacional e R$ 17,7 milhões nos quatro viadutos dos eixos W e L sobre as vias S2 e N2). Portanto, o governo já vinha fazendo a recuperação desses viadutos com um reforço de infraestrutura, e priorizamos os viadutos da Rodoviária em função desse enorme movimento. Infelizmente, nesse viaduto que ainda não tinha sido recuperado nós tivemos esse desabamento. Mas vamos tomar todas as providências, o mais rápido possível, para recuperar esse viaduto e para que o transtorno à população de Brasília seja o menor possível.

Leia a notícia: Área próximo à Galeria dos Estados fica interditada até 19 de fevereiro.