notas oficiais

10/3/18 19:35
Atualizado em 10/3/18 às 19:35

Pronunciamento: entrega de 1.030 escrituras em Planaltina

Rodrigo Rollemberg, governador de Brasília

Minha gente, é uma alegria muito grande, mas muito grande mesmo, estar mais uma vez aqui com vocês na querida cidade de Planaltina. Eu tenho um carinho muito especial por esta cidade, que sempre me acolheu com muito carinho. Eu, em 2002, portanto, 16 anos atrás, tive a oportunidade de girar toda uma folia de roça em Planaltina. Nove dias saindo lá de Água Fria e chegando aqui. Depois eu nunca mais deixei de todos os anos participar da Folia do Divino, de participar da Via Sacra, e conhecer a força cultural e religiosa da população de Planaltina. Aqui fiz muitos amigos, e uma coisa que sempre me impressionou é que o pessoal em Planaltina reclamava sempre que se sentia uma cidade esquecida. Os governantes sempre olhavam muito para a área central e para o outro lado do Distrito Federal e a região norte, Planaltina e Sobradinho, ficava esquecida.

Nós estamos fazendo a maior obra viária da história de Brasília. São 28 pontes e viadutos que vão beneficiar muito a cidade de Planaltina, porque a gente sabe que muita gente aqui trabalha no Plano Piloto e perde muito tempo no deslocamento. Pois essa obra que estamos fazendo com o Trevo de Triagem Norte e triplicando as pistas entre o Balão do Torto e o Colorado vão beneficiar muito a comunidade de Planaltina. Desde Juscelino Kubitschek que não se fazia obra nessa saída norte no Distrito Federal e nós estamos fazendo e vai melhorar muito a mobilidade urbana de quem mora na cidade de Planaltina.

Quando nós assumimos o governo, eu recebi uma comissão de jovens que foi ao Buriti reivindicar o Centro Olímpico e Paralímpico que estava parado não sei quantos anos com dinheiro público desperdiçado e a gente foi para cima, contamos com apoio do deputado Agaciel e hoje está aí, para as crianças, para os jovens, para os idosos e adultos da população de Planaltina.

Quando eu estava fazendo campanha, eu lembro que ia muito no Terminal Rodoviário de Planaltina e o que eu ouvia eram reclamações e reivindicações dos empresários e passageiros porque as condições daquela rodoviária eram muito ruins. E eu disse na ocasião “podem ficar tranquilos que, quando eu for governador, nós vamos reformar a rodoviária de Planaltina” e está lá.

Também fizemos aqui uma nova base para o Samu, que é serviço de excelência da nossa cidade. Vamos entregar uma nova delegacia, que fica pronta agora no início do mês de abril.

Eu entrei aqui em Planaltina e liguei para o Júlio Menegotto, presidente da Novacap, que não está aqui hoje porque está coordenando o trabalho de recuperação de uma ponte no Plano Piloto, mas eu liguei para parabenizar porque vi a obra toda da calçada que está sendo feita desde a BR até o centro de Planaltina. Mais calçadas e ciclovias nós estamos fazendo em toda Planaltina. Já fizemos no Arapoangas, estamos fazendo no Vale do Amanhecer, no Buritis. Enfim, vários lugares da cidade estão recebendo calçadas.

A gente sabe que Planaltina tem uma vocação cultural muito grande, mas aqui não tinha um espaço cultural e nós estamos concluindo o Complexo Cultural de Planaltina. Estamos comprando os móveis e os equipamentos e, muito em breve, a cidade terá um local para eventos, para shows, para música, para teatro, para dança e a gente fica muito feliz porque sabe que, com isso, vai atender a juventude especialmente, e a comunidade de Planaltina.

No mês que vem nós vamos inaugurar na área rural de Planaltina, no Taquara e em Tabatinga, dois postos de saúde, que já estão prontos e serão inaugurados na área rural.

Mas hoje aqui, e eu fiz questão de sair cumprimentando as pessoas e perguntando a elas: “quanto tempo vocês estão esperando essas escrituras?” e teve gente que me disse 15 anos, 20 anos, teve gente que me disse que até já perdeu as contas de quantos anos está esperando essas escrituras. E eu agora faço uma pergunta a vocês: quantos políticos, quantos candidatos na época de eleição passaram por vocês e prometeram que iam dar escrituras? Muitos prometeram e não fizeram. E nós estamos aqui hoje para dizer que o que eles prometeram nós fazemos. Nós estamos aqui para realizar o sonho de vocês porque a gente sabe o que significa uma escritura na mão na vida de uma família. Em primeiro lugar, significa valorização do patrimônio, porque se uma pessoa precisa comprar ou vender uma casa e ela não tem escritura, o valor dela vai lá para baixo, porque a pessoa também não tem segurança naquela operação de compra ou de venda. Mas é importante que vocês não vendam suas casas. Saibam que tem um patrimônio muito mais valorizado, mas, mais do que isso, além da valorização do patrimônio é a segurança jurídica, porque essa casa é de vocês, ninguém tira. Vai ter escritura no cartório, vai poder ser passada para os filhos, para os netos, e com isso, trazendo tranquilidade. E também, fazendo uma cidade legal, que é isso que queremos. Uma cidade regularizada.

Portanto, minha gente, hoje é um dia de festa e eu quero dizer que eu agradeço a Deus a oportunidade de ser governador neste momento e estar cumprindo a minha obrigação, cumprindo esta missão de poder realizar o sonho de vocês, o sonho de garantir a escritura definitiva das suas casas. Um grande abraço a cada uma e cada um de vocês. Um grande beijo e conte comigo para que a gente continue avançando para fazer uma Planaltina cada vez melhor!

Leia a notícia Moradores de Planaltina recebem 1.030 escrituras neste sábado (10)