16/1/17 11:09
Atualizado em 16/1/17 às 14:31

Cidades Limpas em Brazlândia dá prioridade ao combate ao Aedes aegypti

Atividades vão até sexta-feira (20) e também incluem poda de árvores, recapeamento do asfalto e troca de lâmpadas queimadas. Atuarão na região administrativa 220 pessoas e 52 máquinas

Cidades Limpas, programa coordenado pela Secretaria das Cidades, foi lançado em Brazlândia na manhã desta segunda-feira (16). A principal atividade será o esforço especial dos órgãos do governo no combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, da febre chikungunya e do zika vírus. Poda de árvores, recapeamento de asfalto, troca de lâmpadas queimadas e recuperação de sinais de trânsito complementam a programação.

O Cidades Limpas, programa coordenado pela Secretaria das Cidades, foi lançado em Brazlândia na manhã desta segunda-feira (16).
O secretário das Cidades, Marcos Dantas, e o governador Rodrigo Rollemberg lançaram na manhã desta segunda (16) o programa Cidades Limpas em Brazlândia. Foto: Tony Winston/Agência Brasília

Duzentas e vinte pessoas vão trabalhar na operação, entre servidores e empregados de empresas privadas com as quais o governo de Brasília mantém contratos. Eles terão disponíveis 52 máquinas e equipamentos para fazer o trabalho. Participarão do manejo ambiental a Administração Regional de Brazlândia, a Agência de Fiscalização do Distrito Federal (Agefis), a Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap), o Corpo de Bombeiros, o Serviço de Limpeza Urbana (SLU) e a Subsecretaria de Vigilância em Saúde.

“Em Brazlândia, intensificamos desde o início do ano o combate ao Aedes aegypti, já com resultados: a primeira semana de janeiro apresentou grande redução no número de casos de dengue em comparação com o mesmo período em 2016”Rodrigo Rollemberg, governador de Brasília

“O programa é um esforço para que possamos melhorar a limpeza e a qualidade de vida das regiões do DF. Em Brazlândia, intensificamos desde o início do ano o combate ao Aedes aegypti, já com resultados: a primeira semana de janeiro apresentou grande redução no número de casos de dengue em comparação com o mesmo período em 2016”, disse o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, durante o lançamento do programa na região nesta manhã. Ao lado dele, estava o secretário das Cidades, Marcos Dantas, que também destacou a diminuição.

Redução dos casos de dengue no DF

De acordo com a Secretaria de Saúde, houve 13 casos prováveis de dengue em moradores do DF durante a primeira semana de 2017. Em 2016, foram 487, redução de 97,33%. Desde o início deste ano a pasta conta com 830 agentes da vigilância ambiental em campo para fazer as inspeções em todas as regiões administrativas. Quarenta veículos com fumacê completam o trabalho de combate ao inseto, além das mais de 5 mil armadilhas para captura de mosquitos e coleta de larvas.

A Companhia de Desenvolvimento Habitacional (Codhab) será encarregada de mobilizar a comunidade local para a recuperação de um ponto de encontro comunitário. É a primeira participação da Codhab no programa. A Companhia Energética de Brasília (CEB) e o Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) atuarão na recuperação de iluminação pública e na conservação da sinalização.

O lançamento da operação em Brazlândia ocorreu na Rodoviária do Setor Norte. É a quinta região administrativa a receber o programa, iniciado em novembro de 2016 e já executado no Gama, no Paranoá, no Itapoã e em Ceilândia.

Edição: Paula Oliveira

Galeria de Fotos

Cidades Limpas em Brazlândia dá prioridade ao combate ao Aeds aegypti