13/7/17 11:04
Atualizado em 13/7/17 às 19:15

Escola Classe 1 do Porto Rico atenderá estudantes em período integral

Governador Rodrigo Rollemberg assinou ordem de serviço para reforma da unidade de ensino na manhã desta quinta (13), em Santa Maria

Os 430 estudantes da Escola Classe 1 do Porto Rico, em Santa Maria, serão atendidos em período integral a partir de 2018. A modalidade estará disponível com a retomada das obras de ampliação da unidade de ensino, autorizadas nesta quinta-feira (13), pela ordem de serviço assinada pelo governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg.

Governador Rodrigo Rollemberg assinou ordem de serviço para retomada da ampliação da Escola Classe 1 do Porto Rico na manhã desta quinta-feira (13), em Santa Maria.
Governador Rodrigo Rollemberg assinou ordem de serviço para reforma da Escola Classe 1 do Porto Rico na manhã desta quinta-feira (13), em Santa Maria. Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília

“A comunidade precisa muito desta escola. Além de reformar a instituição, vamos ampliá-la”, disse o governador.

Ele estava acompanhado do secretário de Educação, Júlio Gregório Filho, que garantiu a restauração do ensino integral na unidade, interrompido devido às obras.

As complementações previstas no contrato incluem a conclusão do sistema de drenagem, de alvenaria, revestimentos, instalação de esquadrias, pisos, forros, pintura e acessórios, estrutura de rampas e muro de contenção, instalações elétricas, hidráulicas e de incêndio.

Também está prevista a construção de estacionamento, calçadas e rampas e o plantio de grama. O valor para conclusão da obra é de R$ 1.424.000, e o prazo de entrega é de 180 dias após assinatura da ordem de serviço.

As benfeitorias na escola começaram em 2014. Em 2016, estavam 46% executadas. No entanto, a empresa responsável solicitou rescisão do contrato por dificuldades financeiras. Em 2017, uma nova empresa venceu a licitação para concluir a reforma.

Para minimizar os danos causados à população, a Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap) fez alguns serviços por meio de obra direta.

Entre as medidas tomadas pela empresa pública estão a instalação elétrica e hidráulica dos equipamentos da cozinha industrial, a recuperação de estruturas para evitar desmoronamento, reforço da fixação das telhas laterais da cobertura da quadra de esportes, instalação de treliças, fixação de telhas e a construção das calçadas de acesso e pintura em um dos blocos.

De acordo com a Novacap, também foram tomadas medidas para a segurança dos frequentadores da escola, como a retirada de tapumes e a instalação de alambrados, além de melhorias para viabilizar o uso do estacionamento e a limpeza e roçagem do mato alto em volta da escola.

Obras de infraestrutura avançam no Porto Rico

O governador de Brasília aproveitou para visitar as obras de infraestrutura que ocorrem no Setor Habitacional Ribeirão, conhecido como Porto Rico. Os serviços de urbanização começaram em julho de 2016 e compreendem 15 quilômetros de drenagem, 19,5 quilômetros de pavimentação, 45 mil metros quadrados de calçadas e 38 mil metros quadrados de meios-fios.

90%Serviços de drenagem executados no Porto Rico

“Essas obras não só melhoram a infraestrutura das regiões, mas atuam na qualidade de vida dos moradores. Elas influenciam na saúde da população com a diminuição de lama e poeira, facilitam a limpeza pública e a segurança”, disse o governador.

Do total da obra, dividida em seis lotes, 90% dos serviços de drenagem estão executados, e 10% da pavimentação já foi feita. Serão investidos R$ 29,1 milhões, por meio de financiamento com a Caixa Econômica Federal. A previsão é que as obras sejam concluídas até o fim de 2017.

O governador de Brasília aproveitou para visitar as obras de infraestrutura que ocorrem no Setor Habitacional Ribeirão, conhecido como Porto Rico.
O governador de Brasília aproveitou para visitar as obras de infraestrutura que ocorrem no Setor Habitacional Ribeirão, conhecido como Porto Rico. Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília

Como parte do processo de urbanização, em junho, foi inaugurada a Estação Elevatória de Esgotos do Setor Habitacional Ribeirão, próximo à Quadra 24.

Foram investidos cerca de R$ 2,7 milhões na construção da estrutura, que permitirá a instalação do esgotamento sanitário do setor.

De acordo com a Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb), a elevatória beneficia cerca de 1,8 mil pessoas. Nos próximos três meses, vai atender um total de 12 mil cidadãos.

A estação foi construída para viabilizar a transferência dos esgotos captados até a Estação de Tratamento de Esgoto de Santa Maria, onde serão 100% tratados. Também foi executada a rede coletora para permitir a ligação dos ramais condominiais diretamente ao tubo que leva até a elevatória, que tem vazão máxima de 57 litros por segundo.

A obra consiste em um abrigo para o poço de sucção, bombas, barrilete, grupo gerador, banheiro, linha de recalque e poço de segurança. A linha de recalque é constituída de 2.175 metros lineares de tubos. O poço de segurança tem volume útil de 820,8 metros cúbicos com função de conter o esgoto no caso de não funcionamento das bombas.

Leia o pronunciamento do governador Rodrigo Rollemberg sobre a assinatura da ordem de serviço no Porto Rico.

Edição: Paula Oliveira

Galeria de Fotos

Escola Classe 1 do Porto Rico atenderá estudantes em período integral

Obras de infraestrutura avançam no Porto Rico