10/11/17 14:34
Atualizado em 10/11/17 às 15:07

Cônsul da Embaixada da Argélia conhece a Escola Classe Granja do Torto

Alunos se prepararam para receber o diplomata nesta sexta (10). Visita foi uma retribuição ao encontro na missão representativa do país africano em setembro

Com música e dança típica, alunos da Escola Classe Granja do Torto receberam o cônsul da Embaixada da Argélia, Youcef Chikhi, na manhã desta sexta-feira (10).

Com música e dança típica, alunos da Escola Classe Granja do Torto receberam o cônsul Youcef Chikhi da Embaixada da Argélia.
Com música e dança típica, alunos da Escola Classe Granja do Torto receberam o cônsul Youcef Chikhi da Embaixada da Argélia. Foto: Tony Winston/Agência Brasília

O estudante Stives Oliveira, de 11 anos, disse que o projeto despertou nele o interesse de pesquisar sobre o país africano. “É como se você conhecesse sem viajar.”

Em 28 de setembro, os estudantes do 5º ano conheceram um pouco sobre a Argélia quando foram recebidos pelo cônsul.

A interação entre a unidade pública de ensino e a missão representativa faz parte do programa Embaixadas de Portas Abertas.

Daniela de Souza Lima, de 10 anos, contou que ela e os colegas fizeram resumos para relatar a experiência da visita e que ensaiaram uma música para apresentar ao diplomata. A canção fala sobre construir uma ponte entre os países. “Acho muito legal da parte deles conhecerem o lugar em que a gente estuda. Quando crescer, quero ir lá [à Argélia].”

Depois de assistir à performance das crianças, o cônsul disse aos pequenos que o mais importante é aprender: “Desejo muitas coisas no futuro para vocês. Se querem mudar o mundo, aprendam”.

Chikhi tomou café da manhã com eles e recebeu de presente uma caixinha com chás feitos pelos estudantes e professores com as plantas da horta da própria escola.

A vice-diretora, Marcilene Campos Barbosa, considerou o encontro positivo, porque agrega mais valores à educação dos alunos. “Eles fizeram pesquisas, debates, cartazes, tudo isso foi para a sala de aula como conteúdo”.

Durante a visita, a chefe da Assessoria Internacional do governo de Brasília, Renata Zuquim, elogiou o cuidado que o colégio teve com a recepção. Essa foi a quarta escola que representantes de embaixadas conhecem dentro do programa do Executivo local.

O que é o programa Embaixadas de Portas Abertas

O programa Embaixadas de Portas Abertas foi iniciado como piloto em 2015 e instituído oficialmente em 9 de agosto deste ano. Tem como objetivo aproximar os estudantes da rede pública, com idades de 9 a 11 anos, da carreira diplomática e informá-los sobre os costumes de outras partes do mundo.

A iniciativa é um dos pilares do programa Criança Candanga, conjunto de políticas públicas direcionadas à infância e à adolescência na capital federal.

Idealizado pela colaboradora do governo Márcia Rollemberg, o Embaixadas de Portas Abertas é organizado em parceria entre a Secretaria de Educação, a Sociedade de Transportes Coletivos de Brasília (TCB) — que leva os alunos às embaixadas — e a Assessoria Internacional.

Representações estrangeiras interessadas em participar devem enviar e-mail para o endereço eletrônico assessoria.internacional@buriti.df.gov.br.

Edição: Raquel Flores

Galeria de Fotos

Cônsul da Embaixada da Argélia conhece a Escola Classe Granja do Torto