19/6/18 15:27
Atualizado em 19/6/18 às 15:44

CEF 405, do Recanto das Emas, recepciona representantes da Suíça

Como agradecimento à visita feita à representação diplomática no início do mês, alunos mostraram as dependências da escola. Atividade desta terça (19) faz parte do programa Embaixadas de Portas Abertas

Como retribuição à visita na Embaixada da Suíça, o Centro de Ensino Fundamental 405, do Recanto das Emas, recebeu nesta terça-feira (19) representantes diplomáticos do país.

O evento é parte da programação do Embaixadas de Portas Abertas, que estimula o intercâmbio cultural em estudantes da rede pública de ensino.

O cônsul Gabriel Torrent conheceu os ambientes da escola acompanhado dos alunos. Foto: Tony Winston/Agência Brasília
O cônsul Gabriel Torrent (de camisa azul) conheceu o Centro de Ensino Fundamental 405, no Recanto das Emas, acompanhado dos alunos. Foto: Tony Winston/Agência Brasília

Em um tour pela escola que atende mais de mil alunos em três turnos, o cônsul Gabriel Torrent conheceu as salas, o laboratório de informática, a horta cultivada pelos estudantes e a sala de recursos, onde alunos com necessidades especiais são atendidos.

“Algo que ninguém poderá tirar de vocês é a educação. Então aproveitem esta etapa de suas vidas para receber a maior quantidade de informação possível. Se interessem por tudo”, aconselhou o representante diplomático.

Na conversa com os alunos, Torrent lembrou o jogo entre seu país e o Brasil pela Copa do Mundo 2018, que ocorreu no domingo (17), e brincou que o empate em 1×1 é um símbolo de amizade. “Antes da partida, falei justamente que poderia terminar empatada porque aí não teria um vencedor e pessoas tristes no final”, contou.

O colégio recebeu uma placa de escola parceira do Embaixadas de Portas Abertas, e a embaixada, um certificado.

Além disso, a escola entregou ao cônsul, para que deixe na embaixada como lembrança do encontro, uma árvore decorativa com as palavras compaixão, esperança, amor e fé.

O programa Embaixadas de Portas Abertas

O Embaixadas de Portas Abertas começou, como piloto, em 2015 e foi instituído oficialmente em 9 de agosto de 2017. O programa tem como objetivo aproximar os estudantes da rede pública da carreira diplomática e apresentar a eles os costumes de outras partes do mundo.

As atividades fazem parte do Criança Candanga, conjunto de políticas públicas voltadas para a infância e a adolescência em Brasília.

A iniciativa, idealizada por Márcia Rollemberg, é uma parceria da Assessoria Internacional com a Secretaria de Educação e a Sociedade de Transportes Coletivos de Brasília (TCB) — que leva os alunos às embaixadas.

As representações diplomáticas interessadas em participar do programa podem enviar e-mail para assessoria.internacional@buriti.df.gov.br.

Edição: Marina Mercante

Galeria de Fotos

CEF 405, do Recanto das Emas, recepciona representantes da Suíça