7/3/20 15:00
Atualizado em 7/3/20 às 15:25

Felipe Teixeira admira a cidade enquanto corre

Criador do projeto Eu corro! Você ajuda!, o servidor público mora na cidade há 20 anos. “Brasília me deu meus maiores presentes: meus filhos Ana Luisa e Samuel são nascidos aqui.”

46dias para os 60 anos de Brasília

Em homenagem à capital federal, formada por gente de todos os cantos, a Agência Brasília está publicando, diariamente, até 21 de abril, depoimentos de pessoas que declaram seu amor à cidade. 

Felipe Teixeira confessa que sonha em ver Brasília se tornar a cidade que ela nasceu pra ser: imponente, única e moderna | Foto: Renato Araújo / Agência Brasília

 

“Me chamo Felipe Teixeira, sou natural de Minduri, pacata cidade com menos de cinco mil habitantes no sul de Minas Gerais. Desembarquei em Brasília no dia 5 de agosto de 2000, com 20 anos, na esperança de seguir os passos de meus tios que vieram desbravar o Cerrado. E minha história profissional começou de uma forma bastante inusitada. 

Meu pai era amigo do procurador-geral do DF à época e, de Minas, ele conseguiu com que eu fosse indicado para um cargo em comissão na PGDF sem me avisar de nada. Lembro-me de quando recebi o telefonema informando que eu deveria me apresentar tal dia para tomar posse, sem ao menos saber o que isso significava… Depois, acabei estudando e passando num concurso. Hoje, sou servidor efetivo do Distrito Federal.

Brasília é diferente. Ela é uma cidade grande, mas com ares de interior. Morar em Brasília é quase sempre assim, você reclamar de algo, mas não abrir mão do quadradinho.

Brasília é diferente. Ela é uma cidade grande, mas com ares de interior. Você pode ter um vizinho que mal te cumprimenta e ao mesmo tempo ter um vizinho que em poucos dias de convívio já se torna um integrante da sua família. Você pode reclamar que tudo é longe, mas não deixa de ir a determinados lugares. Morar em Brasília é quase sempre assim, você reclamar de algo, mas não abrir mão do quadradinho.

Brasília também me deu meus maiores presentes: minha filha Ana Luisa e meu filho Samuel são nascidos aqui. Cidadãos brasilienses, e eu, com meus 40 anos de idade, morando aqui há 20, também já me considero um cidadão brasiliense.

Brasília é responsável pelo ser humano que sou hoje. Graças a ela tenho um trabalho, tenho uma família e posso contribuir com a sociedade, não só com meu trabalho como servidor, mas com meu projeto social que tenho muito orgulho: Eu corro! Você ajuda! Um projeto que une minha paixão pela corrida de rua com a oportunidade de ajudar a Abrace, instituição que cuida de crianças com câncer aqui em Brasília.

Meu sonho é Brasília se tornar a cidade que ela nasceu pra ser: imponente, única e moderna. Porém, sem a grande desigualdade social que hoje existe. Seja no Gama, Sudoeste ou Sol Nascente, assim como nas placas dos carros, somos todos Brasília.

Parabéns, Brasília, e muita prosperidade nos próximos 60 anos.”

 

Felipe Teixeira Ribeiro, 40 anos, é servidor público e mora em Águas Claras