10/4/20 15:00
Atualizado em 10/4/20 às 18:50

Adauto Lúcio encontrou a Terra Prometida

O empresário do ramo atacadista conta que o que mais gosta em Brasília é a estrutura que a cidade oferece nas áreas de saúde, educação e segurança. “É a melhor do país”, diz

11dias para os 60 anos de Brasília

Em homenagem à capital federal, formada por gente de todos os cantos, a Agência Brasília está publicando, diariamente, até 21 de abril, depoimentos de pessoas que declaram seu amor à cidade.

Foto: Arquivo pessoal
Aos 27 anos, Adauto decidiu mudar para Brasília. Com muita fé, comecei a trabalhar muito. Se aqui era a terra das oportunidades, sim, eu iria aproveitar todas”, conta. Foto: Arquivo pessoal

“Como todo rapaz, eu tinha sonhos e, de minha cidade natal, Unaí-MG, vislumbrava um horizonte de oportunidades em Brasília. Aprendi, na escola, que a capital do país foi construída de forma rápida e desafiadora. Sonhava em conhecer a Esplanada dos  Ministérios e todas as obras de Oscar Niemeyer. É, até hoje, meu local preferido pela sua grandiosidade monumental.

A partir dos 20 anos minha vontade de vir a Brasília aumentava. Com 27 anos, tomei a decisão que transformaria minha vida. Com muita fé, me mudei para Brasília e comecei a trabalhar de forma incessante. Se aqui era a terra das oportunidades, sim, eu iria aproveitar todas. Montei uma loja de doces, pequena, modesta. Vi que tinha veia de empreendedor.

Meus melhores momentos dos 24 anos que vivo aqui foram os degraus que percebi que estava subindo ano a ano. A Capital da Esperança se mostrou um celeiro para que meus sonhos de menino do interior fossem realizados.

Nos  24 anos aqui vividos, a novela da vida real aconteceu para mim e minha família. Com meu jeito interiorano, cativei e abri espaços. Consegui construir uma forma de trabalho em que outras pessoas também seriam beneficiadas, com a geração de emprego a centenas de pessoas, por meio de empresas atacadistas, juntamente com meus sócios que se empenharam na concretização dos nossos negócios.

Quando passeio de lancha no Lago Paranoá, com minha família, sempre penso como JK foi visionário e desbravador. Nos concedeu a oportunidade de sermos independente financeiramente, com muita luta.

Amo Brasília por todas as oportunidades que ela nos oferece, considero Brasília um eldorado, onde quem trabalha com honestidade, vontade e inteligência tem grande chance de sucesso. O que mais gosto de Brasília é a estrutura que ela oferece nas questões de saúde, educação e segurança, que embora não seja a ideal, é a melhor do país.

Meus melhores momentos dos 24 anos que vivo aqui foram os degraus que percebi que estava subindo ano a ano. A Capital da Esperança se mostrou um celeiro para que meus sonhos de menino do interior fossem realizados.

Mais que 60 anos, Brasília mostra sua juventude na grandiosidade de suas obras imortais. Do centro do país para o mundo. Ainda temos muito o que aprender, mas  com Garra faremos sempre o Melhor, fazendo um trocadilho com os nomes de nossas empresas.”

Adauto Lúcio de Mesquita, 51 anos, empresário, mora em Águas Claras

  • Depoimento concedido ao jornalista Freddy Charlson