5/6/20 19:20
Atualizado em 8/6/20 às 15:52

24 mil estabelecimentos fiscalizados em 10 dias no DF

O objetivo do DF Legal é verificar o cumprimento das medidas de segurança contra a Covid-19

A Secretaria DF Legal chega nesta sexta-feira (5) ao décimo dia de fiscalização de shoppings, centros comerciais, feiras com o objetivo de verificar o cumprimento das medidas de segurança sanitária e de funcionamento previstas no Decreto 40.817/20. Em ação conjunta com diversos órgãos do GDF, equipes estão nas ruas diariamente fiscalizando e explicando aos comerciantes regras importantes para se prevenir contra à Covid-19.

A ação mobiliza 300 servidores da força-tarefa para as atividades de fiscalização. “O comerciante passou a entender que ele precisa seguir as regras sanitárias. Os shoppings, por exemplo, tem sido uma grata surpresa aos seguir com firmeza os protocolos. Às vezes, falta um termômetro, mas muitos nos mostram o comprovante que já encomendaram o equipamento”, explica o Secretário Gutemberg Tosatte, da DF Legal.

A Força-tarefa fiscaliza o cumprimento das medidas sanitárias. Foto: Divulgação

Divisa, Semob, Ibram, Procon e forças de segurança, entre outros, estão com a DF Legal nessa missão. E o trabalho não para um dia sequer. Entre os dias 27 de maio e 5 de junho, já foram cerca de 24 mil vistorias em estabelecimentos comerciais, 41 em shoppings de todo o DF e cerca de 900 ambulantes com as atividades suspensas. Quase 600 estabelecimentos foram fechados de forma compulsória e 44 interditados.

A fiscalização acontece de forma simultânea à distribuição de máscaras, que tem o auxílio das administrações regionais. E desde a semana passada, há um esforço concentrado nas quatro cidades onde os casos da doença avançaram e passaram a ter atenção maior do Governo: Ceilândia, Sol Nascente/Pôr do Sol, Samambaia e Estrutural. “O índice de isolamento social nessas cidades diminui e, portanto, temos atuado com mais frequência nessas regiões”, acrescenta Tosatte.

De acordo com o decreto, shoppings e centros comerciais só podem funcionar das 13h às 21h. A temperatura dos clientes deve ser medida antes que eles entrem no shopping e está proibido abrir praças de alimentação e quiosques. É obrigatória ainda a realização de testes de coronavírus, a cada 15 dias, nos funcionários. A atividade de ambulantes está proibida.

Feiras e outros estabelecimentos que também estão com funcionamento suspenso seguem sendo vistoriados pela DF Legal.

Números no período:

Vistorias em shoppings: 41
Vistorias em estabelecimentos comerciais e lojas: 23.550
Vistorias em feiras (bancas): 2.091
Comércios fechados: 552

Interdições: 44

 

* Com informações DF Legal