5/6/20 20:37
Atualizado em 5/6/20 às 20:37

Decreto normatiza refeições grátis para população de rua 

Mais de duas mil pessoas foram mapeadas e têm acesso às marmitas entregues nos restaurantes comunitários do DF 

Mais de duas mil pessoas em condição de rua, mapeadas pelo Governo do Distrito Federal (GDF), têm acesso à refeições sem custo. As marmitas gratuitas são entregues nos 14 restaurantes comunitários, e continuarão sendo distribuídas, enquanto durarem as medidas para enfrentamento da disseminação do coronavírus. Decreto nº 40.854 foi publicado em edição extra do Diário Oficial do DF nesta sexta-feira (5). 

Em vigor a partir de agora, o texto tem efeitos a partir do dia 23 de março de 2020, quando o GDF iniciou a entrega de alimentos a esse público sem a cobrança de R$ 1. Subsecretária de Assistência Social da Secretaria de Desenvolvimento Social (SEDES), Kariny Alves explica que a distribuição das marmitas começou “em momento em que o fechamento do comércio de rua fez com que essa população ficasse com restrição alimentar”. 

Em todos os pontos de entrega, há nomes de todos aqueles que foram mapeados pela equipe de abordagem social para que tenham acesso aos alimentos. Conforme o decreto, a medida será mantida até que a administração pública operacionalize outra forma de prestação do serviço.

Além disso, as duas unidades do Centro de Referência Especializado para Pessoas em Situação de Rua (Centros Pops), em Taguatinga e no Plano Piloto, fornecem café da manhã, almoço e lanche no período da tarde. Nesses lugares, a população em situação de rua pode tomar banho, lavar roupas, utensílios pessoais e afins.