24/2/17 16:44
Atualizado em 2/3/17 às 9:08

Parceria entre governo e comunidade cria área de lazer em São Sebastião

Antes espaço para descarte de lixo, local de 2 mil metros quadrados está sendo transformado em praça, com horta comunitária e campinho de futebol

Com cerca de 2 mil metros quadrados usados principalmente como estacionamento de caminhões e descarte de lixo, uma área na entrada do Residencial Vitória, em São Sebastião, começou a ganhar novo visual nesta sexta-feira (24). Entulhos foram retirados, e o parqueamento dará lugar a uma praça e a uma horta comunitária. Além disso, um campinho de futebol ganhou espaço maior e mais organizado, delimitado com pneus coloridos.

Parte do programa Cidades Limpas, ação de hoje em São Sebastião transforma 2 mil metros quadrados em espaço de convivência para os moradores
Parte do programa Cidades Limpas, ação de hoje em São Sebastião transforma 2 mil metros quadrados em espaço de convivência para os moradores. Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília

As mudanças fazem parte do Ações Urbanas Comunitárias, da Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal (Codhab). Os trabalhos de hoje integram também o programa Cidades Limpas, desenvolvido em São Sebastião desde 13 de fevereiro.

O local da atividade desta sexta é alvo de muita especulação, de acordo com o diretor-presidente da Codhab, Gilson Paranhos. “Periodicamente, pessoas chegavam aqui para tentar parcelar irregularmente a terra. Se a população se apossar desse espaço, os grileiros não terão vez”, aposta.

Morador do residencial há 13 anos, o estudante Marcos Paulo Andrade de Jesus, de 22 anos, já viu muitas situações relacionadas a uso e venda de drogas no local. Ele acredita que, quanto mais as pessoas movimentarem a área, menor é o risco de criminalidade. O jovem estuda ciências biológicas com bolsa em uma universidade privada de Taguatinga e pretende contribuir com o que aprende no curso. “Espero ajudar na implementação da agrofloresta [sistema que reúne culturas agrícolas e florestais], da horta comunitária e da horta medicinal”, planeja.

As melhorias na área próximo ao Residencial Vitória começaram ainda na semana passada, quando, por meio do Cidades Limpas, foram recolhidos cerca de 250 pneus, usados para delimitar o campinho de futebol e para construir um trajeto de acesso ao espaço de lazer. Para não acumularem água, os pneus foram tapados com areia e cimento.

Também na semana passada, a praça recebeu mudas de ipê-roxo e amarelo, doadas pela Secretaria da Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural.

Balanço prévio do Cidades Limpas em São Sebastião

Esta sexta-feira (24) foi o último dia do Cidades Limpas em São Sebastião. O balanço prévio de ações destaca a limpeza de 250 metros de rede de esgoto, a desobstrução de 40 bocas de lobo, a revitalização de 19 faixas de pedestres, a pintura de 4,2 mil metros de meios-fios, a visita a 2,6 mil imóveis por agentes da Vigilância Ambiental em Saúde para combater focos de Aedes aegypti, a retirada de 7,1 mil toneladas de entulho, a poda de 376 árvores e o nivelamento de cerca de 7 mil metros de vias.

"São 12 órgãos do poder público engajados na limpeza e urbanização, mas quando acaba, fica a cargo dos moradores zelarem pelo que foi feito"Manoel Alexandre, Subsecretário de Desenvolvimento Regional e Operações nas Cidades

Coordenada pela Secretaria das Cidades, a força-tarefa busca unir governo e comunidade para a melhoria das regiões administrativas. “São mais de dez órgãos públicos engajados em limpeza e urbanização, mas, quando [o mutirão] acaba, fica a cargo dos moradores zelar pelo que foi feito”, diz o subsecretário de Desenvolvimento Regional e Operações nas Cidades, Manoel Alexandre.

Lançado em novembro de 2016, o Cidades Limpas é feito em parceria com as administrações regionais, com base em demandas indicadas pelos moradores. Além da Secretaria das Cidades e da Codhab, integram a equipe a Agência de Fiscalização (Agefis), a Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap), a Companhia Energética de Brasília (CEB), a Companhia de Saneamento Ambiental do DF (Caesb), o Corpo de Bombeiros Militar, o Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER-DF), o Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF), o Instituto Brasília Ambiental (Ibram), a Polícia Militar, a Secretaria de Saúde e o Serviço de Limpeza Urbana (SLU).

São Sebastião é a oitava região a receber o programa, que já passou pelo Gama, Itapoã, Paranoá, por Ceilândia, Brazlândia, pela Estrutural e por Planaltina.

Edição: Marina Mercante

Galeria de Fotos

Governo e comunidade unem-se para recuperar área pública em São Sebastião